Seguidores

quarta-feira, 17 de março de 2010

Centenas de litros de sangue humano lançados ao chão





Centenas de litros de sangue humano lançados ao chão

BANGCOC - Os "camisas vermelhas" tailandeses, partidários do ex-premier Thaksin Shinawatra, destituído em um golpe de Estado, derramaram simbolicamente litros de sangue diante da residência do atual primeiro-ministro, Abhisit Vejjajiva, nesta quarta-feira, no quarto dia de um movimento que pretende derrubar o chefe de Governo, mas que parece perder força.


Os partidários de Thaksin Shinawatra, atualmente no exílio, que na terça-feira coletaram 300 litros de sangue para provar a 'devoção à democracia', jogaram as últimas garrafas de plástico com o líquido contra a residência do premier Vejjajiva, que está no poder desde 2008.


Milhares de manifestantes bloquearam a avenida Sukhumvit, uma das mais importantes de Bangcoc, para seguir em direção à casa Vejjejiva, acusado pelos opositores de submissão às elites da capital e que não é considerado um governante legítimo.


A ação foi muito criticada pelo governo, em particular pelo ministério da Saúde, que alertou para os riscos à saúde pública.


Os manifestantes caminharam depois em direção à embaixada americana para protestar contra Washington, depois de boatos não confirmados de que o serviço secreto dos Estados Unidos teria advertido Bangcoc que Thaksin estimularia atos de violência.


Os opositores estão nas ruas pelo quarto dia consecutivo, mas o número de participantes caiu de 100 mil no domingo para 10 mil nesta quarta-feira.


O grande desafio agora parece ser a continuidade de um movimento que não tem a simpatia dos habitantes de Bangcoc e que se apoia, sobretudo, nas populações rurais do norte e nordeste do país. Muitas pessoas retornaram para suas províncias.


No momento, a meta dos protestos, derrubar o atual premier, parece improvável, já que Vejjejiva tem o apoio de uma coalizão parlamentar e das Forças Armadas.



Comentários do Marcos:

É triste percebermos o quanto o ser humano tem se perdido em seus ideais. Vemos hoje Ideologias políticas e partidárias, que levam homens, mulheres e crianças a cometerem atos de barbaridade e crueldade, atentando contra suas próprias vidas, colocando as vidas de pessoas inocentes em risco, causando o terror e a morte em todas as partes.


O que se viu esta semana na TV foi algo medonho e triste. Milhares de homens retirando o seu próprio sangue, para depois despejá-lo nas ruas em sinal de protesto por desacordo político!.


Existem centenas de pessoas nos hospitais pelo mundo aguardando as doações de sangue e órgãos para que tenham uma qualidade de vida melhor ou para que sobrevivam. Porém, a maioria dos homens, não está muito preocupada em comparecer a um hospital para fazer esse tipo de doação.


É triste, é medonha, é vergonhosa, é desumana, a atitude dos tailandêses que promoveram esta cena.


Estamos vivendo os últimos tempos!, coisas terríveis e mais terríveis ainda, presenciaremos até que venha o dia do Senhor.


Está escrito: Porque a vida da carne está no sangue. Eu vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação em virtude da vida. Levítico 17:11


Jesus Cristo de Nazaré derramou o seu sangue numa cruz, para redimir os nossos pecados, pagando assim o mais alto preço pelas nossas vidas, a fim de que todos nós fôssemos libertos do pecado, das acusações e da perdição.


Eis aí a preciosidade do sangue humano, sangue é vida, é preço de resgate, de salvação. Não é algo que se joga fora, que se lança no chão.


Estes homens tailandêses, derramaram seu sangue por motivos políticos (torpes, bobos), derramando no chão a vida que existe em seus corpos, promovendo uma cena triste e grotesca.




Conheça meu canal de vídeos no YOUTUBE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar e indicar o Apocalipse Now.