Seguidores

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

H1N1 - Vacina da gripe A e distúrbio do sono


A Organização Mundial de Saúde (OMS) voltou a avaliar a segurança da vacina contra a gripe pandémica H1N1 da GlaxoSmithKline, a Pandemrix - que é a usada em Portugal - na sequência da publicação de um estudo finlandês que sugere que as crianças que foram vacinadas têm nove vezes mais probabilidade de sofrer de narcolepsia, um distúrbio raro do sono, reporta a agência Reuters.

02/01/2011 - 17:12 Por Catarina Gomes

As pessoas que sofrem de narcolepsia adormecem de forma repentina e sem aviso. A causa da doença é desconhecida mas está associada a uma combinação de factores genéticos e ambientais.

Investigadores do Instituto Nacional de Saúde e Bem estar da Finlândia disseram hoje que o seu estudo sugere que o mais provável é que a narcolepsia seja o resultado de um efeito conjunto da vacina Pandemrix e de outros factores. A investigação, que é classificada como preliminar, foi levada a cabo por um comité nacional que estuda a narcolepsia, tendo sido publicado pelo instituto finlandês, que detectou um aumento de casos de narcolepsia em crianças entre os quatro e 19 anos que foram vacinadas.

A GlaxoSmithKline (GSK) já veio dizer que conhece a investigação mas que é ainda muito cedo para tirar conclusões. Uma investigação independente levada a cabo por reguladores europeus já está no terreno.

A OMS disse estar ao corrente da investigação mas declarou, em comunicado, que era preciso haver mais estudos sobre a ligação entre a narcolepsia e a Pandemrix que iriam levar a cabo. “O comité consultivo para a segurança das vacinas da OMS está avaliar todos os dados disponíveis sobre o aumento reportado de narcolepsia e deverá emitir um comunicado sobre o assunto no seu site nos próximos dias”.

Enquanto isso, as recomendações para o uso da vacinas para a época gripal de 2010/11 mantêm-se inalteradas, sublinhando-se que nos programas de imunização de crianças o uso de vacinas contra a gripe, e os seus adjuvantes, nunca foi encontrada aquela associação.

A GSK disse que está a estudar o relatório mas notou que “era demasiado prematuro tirar conclusões sobre uma potencial associação entre a Pandemrix e a narcolepsia até a investigação europeia estar concluída”.

Hanna Nohynek, a responsável por estudos de segurança no instituto finlandês, disse que o risco calculado de narcolepsia em crianças entre os quatro e 19 anos era de um em 100 mil e que o estudo mostrou que, entre os que tinham sido vacinados, esse risco sobe para 8,1 em 100 mil.

De acordo com a GSK mais de 31 milhões de doses de Pandemrix foram já administradas em 47 países, reportando-se um total de 162 casos de narcolepsia em pessoas vacinadas, mas que não havia dados suficientes para confirmar essa ligação. Um porta-voz da Agência Europeia dos Medicamentos disse que as instruções de segurança continuam as mesmas. “Por enquanto... a relação risco-benefício continua a ser positiva”.

O estudo finlandês revelou que, entre 2009 e 2010, 60 crianças e adolescentes entre os quatro e os 19 anos ficaram com narcolepsia, destes 52 (quase 90 por cento) tinham sido vacinados com a Pandemrix, sendo a cobertura neste grupo etário de 70 por cento. O instituto acrescentou que vai procurar confirmar os seus resultados em novas investigações em Agosto de 2011.
Fonte: http://www.publico.pt/Sociedade/oms-esta-a-estudar-associacao-entre-vacina-da-gripe-pandemica-e-disturbio-do-sono_1478151

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar e indicar o Apocalipse Now.