Seguidores

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Aconteceu na Rua Azusa, A verdade sobre o que

A verdadeira história sobre o que ocorreu na Rua Azusa (O movimento pentecostal mais importante de todos os tempos)! O nascimento da Igreja Apostolica Gospel Evangélica.

Por: Rubens Sodré - Verdade Oculta

Rubens Sodré - Verdade Oculta
À medida em que o avanço tecnológico vai acontecendo, e que os meios de comunicação vão ficando cada vez mais próximos das pessoas comuns da sociedade; É claro que muitas mentiras que ficaram encobertas ao longo do tempo, perpetuadas pelos livros segmentados que são escritos, é claro que estes fatos podem agora, serem colocados à prova! E uma simples pesquisa na internet, pode desvendar muitos mistérios, desfazer muitos mitos e trazer à luz da verdade, algumas mentiras que estiveram ocultas até o presente momento.

É claro que para isso, deve haver uma pessoa interessada em expor esses fatos; E você sabe que esse é nosso caso e nosso ideal. Você vai saber agora como aconteceu o movimento Pentecostal mais importante de todos os tempos: "O movimento da Rua Azusa"

O Avivamento da rua Azusa deve ser lembrado porque foi a criação da experiência pentecostal, como nós conhecemos hoje no EUA e no mundo. - Bishop G. E. Patterson

Para se fazer um apanhado bem profundo do processo que constituiu o maior evento pentecostal de todos os tempos, nós vamos ter que recorrer a um momento da história em que a escravatura dos negros estava recém abolida; Foi época pós revolução industrial, período das estradas de ferro em que a mão de obra barata por parte dos chineses, fazia-se necessária em muitas cidades do Oeste Americano.

As histórias vão se cruzar, pessoas vindas da áfrica, pessoas latinas e asiáticas se encontram, em um momento do tempo, marcado pela explosão das línguas estranhas.,

Cada membro da Igreja, seja ele carismático ou pentecostal, tem suas raízes no avivamento da Rua Azusa e mesmo assim, a maioria dessas pessoas não conhecem a sua própria história (Frase dita num documentário sobre a Rua Azusa).


Exibir mapa ampliado


Ao observarmos desde a nossa infância, o movimento religioso protestante pentecostal, nós não sabemos na verdade como ele se originou! E embora seja dito nessas Igrejas que ele é uma repetição ou uma sequência de um fato ocorrido nos períodos da Bíblia, a verdade que será trazida agora, talvez choque algumas pessoas!

Para os Pentecostais e Carismáticos a Rua Azusa 312 será o endereço mais famoso do mundo (Frase dita num documentário sobre a Rua Azusa).

O final do século XIX, assistiu à grande revolução industrial. As pessoas se tornavam parte das imgrenágens industriais; A lacuna entre os ricos e os pobres aumentava e a Igreja tinha o dever de preparar os seus fiéis para servirem agora os interesses do avanço no progresso, proporcionado pela revolução industrial.

Nesse tempo, os negros não eram aceitos como membros das Igrejas, porque não tinham dinheiro.

Até mesmo grupos comuns e tradicionais como os Batistas e os Metodistas, enfatizavam mais os bens materiais e acima do interesse de uma vida futura na eternidade. Graças ao método de evangelização de Fina e Ludy, as Igrejas estavam cheias! Porém, faltava algo aos que professavam o Cristianismo Protestante, uma mola pra impulsionar a religião, na mesma proporção da revolução industrial que escravizaria para sempre os mais humildes e das diferenças sociais que só se acentuavam.

O INÍCIO

O avivamento da Rua Azusa, foi um canivete suíço para sua época!


Rua Azusa, 132 - Berço do movimento pentecostal
Pois, serviu como anestesia para uma série de problemas sociais!

Criadores do movimento Holiness
No final do Século XIX (por volta de 1880), o movimento  Holiness (Santidade, em português) foi o primeiro passo na direção do avivamento, essas agitações, especialmente na Igreja Metodista, buscavam uma segunda Bênção Divina na qual os crentes seriam santificados para viverem mais próximos de Deus. Estes ensinamentos diziam aos fiéis: 1 -  "Caminhe no poder concedido pela ressurreição de Cristo", 2 -  "Santifique-se, Cristo irá reinar em sua alma!", Não aconteceu nada mais radical ali. Era esta apenas mais uma fórmula,a fim de se consolidar a fidelidade das pessoas à religião.

Não imaginavam porém, que esse seria um forte motivo para impulsionar o grande avivamento que estava por vir!


O INCENTIVO

Igreja Pentecostal
Neste mesmo período, apareceu Jhon Nelson Darby defendendo a teologia do Dispensacionalismo que pregava o fim do mundo iminente antes do ano 2000 (Assim, foi criada a Irmandade Play Mold).

A virada do século fez com que doutrina pré-milenarista ficasse conhecida! Começaram a propagar a ideia de um século Cristão, no qual a Igreja e tecnologia prenunciariam o Reino de Deus. Os pré-milenaristas no entanto, afirmavam que o fim dos tempos estava próximo, pois seria caracterizado como fora profetizado, pelo romper de Uma imensa Atividade Espiritual.

Derby não sabia, mas seus ensinamentos, amplamente difundidos naquela época, iriam desencadear no mais significativo advento Protestante até os dias de hoje.

A teologia de Jhon Nelson Darby alcançou várias partes do mundo!


Vale destacar o que ocorreu no País de Gales

Evan Roberts
No primeiro ano do Século XX, um jovem chamado Evan Roberts (Soma das letras deste nome = 13), trabalhava em minas de ouro, passou a viajar por todo o País de Gales e mais tarde pelo Mundo, proclamando o ministério do grande avivamento promovido pelo Espírito Santo que iria surgir naqueles dias. Seu discurso era: "Todos os crentes serão revestidos de poder, pois somos a última geração; E assim por esses dias, o reavivamento do Espírito Santo, será derramado entre nós!"

Nesta época, o falar em línguas estranhas ainda não era citado, mas apenas um grande despertar espiritual.



A Semente plantada em Los Angeles

Um pequeno grupo de Pastores protestantes, da área de Los Angeles, visitou o País de Gales com a finalidade de trazer o avivamento para as suas Igrejas e obtiveram um sucesso limitado. Com tudo, as sementes do tempo da restauração do Espírito Santo, estavam sendo lançadas em Los Angeles.

O fogo estava aceso!

O interesse do sistema, em promover o inconformismo das pessoas (afinal, muitas pessoas ficaram desempregadas, face aos recentes resultados da Revolução Industrial) contribuindo para a aceleração da segregação e desigualdade social; Esse foi o comburente, o combustível que inflamaria de uma vez por todas esse processo da necessidade de se santificar, já que o último século na terra já estava começando e por aqueles dias, iria se consolidar com o derramamento do Espírito sobre toda a carne! Esses imgreditentes reunidos, incendiaram o protestantismo.
John Alexander Dowie (Elias)

John Alexander Dowie movido por esse incêndio que movia os crentes em sua época, passou a afirmar que ele próprio era o Elias, o restaurador. Estabeleceu assim, a sua comunidade Cristã e sua influência foi tão grande que a sua localidade passou a se chamar: Sião, e fica no estado de Ilinóis (Zion, Illinois).

Não é nada difícil tentar compreender o que estava acontecendo naquele momento.

A revolução industrial, havia escravizado o povo; Pelo menos os de classe baixa. As Igrejas não aceitavam imigrantes e nem os negros, pois também eram imigrantes trazidos à força da África para prestar serviços escravos.

Naquele momento de extrema opressão contra os mais humildes, as Igrejas evangélicas não aceitavam que os negros às frequentassem. Esses então ficavam marginalizados, fazendo seus cultos de origem africana, aos orixás e aos deuses aos quais seus ancestrais os ensinaram a servir.

Neste período, o processo religioso protestante que sempre viveu de novidades apostava numa nova doutrina, chamada: "A doutrina da Santificação" e era pregado em todos os cultos, que as pessoas deveriam agora promoverem um segundo passo, a sua santificação (O primeiro, segundo esta visão, seria a salvação que estas pessoas obtiveram na morte de Jesus), era necessário que elas se separassem do mundo e ficassem entregues mais tempo dentro dos templos, fazendo suas orações e liturgias.

Esse movimento de santificação pregava que o motivo dele ter sido inciado é que haveria pouco tempo pela frente. Logo depois, aparece um jovem que apostou num investimento financeiro seguro: Pregar a novidade por todos os países onde ele pudesse ir com o dinheiro que já havia recolhido, cavando ouro junto com seus familiares e seus pais.

A conjuntura atual, é essa que você está percebendo...

Neste momento aparece também a doutrina de que o século XX, seria o último século na face da terra. Daí surgiu a frase popular que dizia: Mil passará, Dois mil não chegará! Era portanto, uma movimentação muito grande que o processo religioso buscava alcançar.

Isso seria útil também para os Senhores do mundo, os Illuminatis; Cada vez tendo o povo mais em suas mãos, por estarem mais preocupados com a salvação eterna, do que resolver os problemas sociais que eram imensos naquela época!

Como a doutrina era imediatista, algumas pessoas aproveitavam o momento para fazerem muito dinheiro. Assim, havia declaração por parte de algumas pessoas, de que estas eram (cada um no seu local)  o Elias prometido para preparar o caminho antes da volta do Senhor.

É claro que estes homens (Elias) formaram verdadeiras comunidades, se enriqueceram tanto! que alguns locais da região onde eles moravam foram batizadas mais tarde com os seus nomes ou o nome daquela missão que fora ali implantada, como Comunidade Sião e Comunidade Siló (fazendo alusões a locais descritos no velho testamento).

Frank Weston Sandford
Enquanto isso, no Estado do Meine, Frank Sandford também afirmava que era o Elias (o restaurador), que viera estabelecer uma comunidade em Siló a fim de esperar o revestimento do Espírito Santo e que deveria converter o número máximo de pessoas antes do mundo acabar juntamente ao último século.

Charles F. Parham (4 June 1873 – c. 29 January 1929[1])
Charles Fox Parham
Em 1903, Charles Fox Parham passou cerca de seis meses em Siló; Ele era um pregador Metodista da linha dos Holiness movement, era do Kansas e procurava a nova fé que aparecera. Assim, juntamente com sua esposa, fundou uma casa de purificação, em Topeka Kansas, onde as pessoas poderiam permanecer gratuitamente, enquanto oravam pela vinda da unção divina do último século. Em dezembro daquele mesmo ano, quando se reuniram no culto de vigília do ano novo, eles obtiveram a resposta: O batismo com o espírito Santo seria manifestado pelo dom de línguas!

Agnes Ozman
Aconteceu que, Agnes Ozman orou para receber o Espírito Santo, e a glória do Senhor caiu sobre ela! Como depois definiu Parham; Ele disse: Um alo parecia cercar a sua cabeça e o seu rosto e ela começou a falar o idioma Chinês, tornando-se incapaz de falar seu idioma natural (Inglês) por três dias! e no mês seguinte, a maioria das pessoas naquele local também conseguiram falar esta língua estranha (o Chinês).

O esforços de Parham para espalhar este avivamento para as cidades de Kansas e Laurens, fracassaram. As Igrejas se opuseram e os jornais zombavam desse fato.

Em 1903, uma mulher teria sido curada depois de uma oração de Charles Fox Parham
o que o levou a ser convidado para promover um avivamento na cidade de Galena no Texas; Esse empreendimento foi bem sucedido!

Em 1905, essas reuniões pentecostais (ou do evangelho pleno), aconteciam no Missouri, no Kansas City e no Texas e eram frequentadas por cerca de 25.000 pessoas!

Depois da campanha de Hilston em 1905, Charles Fox Parham fundou ali um trabalho. Um dos frequentadores, chamava-se: William Joseph Seymour


SURGE O PAI DA CRIANÇA

William J. Seymour
O E.U.A. havia  recentemente saído de uma abolição da escravatura negra naquele País. Ocorria que, aquela mão de obra gratuita, por conta exclusivamente de comida, já não era mais possível! Assim, os próprios Americanos não queriam mais trabalhar por baixos salários. A ideia, foi trazer os imigrantes Asiáticos para o E.U.A. Os navios chegavam lotados de chineses com suas famílias, para trabalharem nos serviços mais pesados! Afinal de contas a mão-de-obra era muito barata e as leis trabalhistas ainda não existiam.

Assim, os homens (chineses) trabalhavam nas construções das estradas de ferro, que eram a maior fonte de emprego naquela época; Também era a maior expressão de progresso nos E.U.A. E não era só a Agnes Construtora de Estradas de Ferro que tinha empregados chineses, não; A maioria das mulheres no E.U.A. passou a ter empregadas domésticas chinesas, que iam trabalhar em casas de famílias por baixos salários, enquanto seus maridos se matavam (literalmente falando) nas construções das estradas de ferro.

Essas mulheres, ao trabalharem em casas de famílias, levavam consigo os seus filhos, que ali é claro! falavam unicamente o idioma chinês; Portanto não é nada estranho que  Agnes Ozman soubesse um pouco do idioma chinês, já que... uma leva de chineses era levada a cada instante para aquela localidade.

E ali, surge também um outro nome importantíssimo da história. Talvez, o nome mais importante do movimento pentecostal, de todos os tempos: William Joseph Seymour

A História da Rua Azusa, começa neste ponto:

Filho de escravos trazidos da África, William Joseph Seymour em 1895 com 25 anos de idade, mudou-se para Indianópolis, onde inicialmente exercia a função de garçom, depois de vendedor e frequentava a Igreja Metodista Episcopal de  Indianópolis.

Em 1905 William Joseph Seymour mudou-se para Hilston onde passou a frequentar a recém formada escola bíblica de  Charles Fox Parham, na qual ele não podia entrar por ser negro e então ficava no corredor.

Uma mulher chamada Lucy Farrel, visitou a escola de Hilston e teve uma experiência de batismo no Espírito Santo. Ela falou em língua estrangeira; Lá ela conheceu William Joseph Seymour e o convenceu a tentar a vida em Los Angeles.

 William Joseph Seymour mudou-se então para Los Angeles, onde a força do preconceito racial era ainda maior. Ali viva também, um número enorme de Latinos!

O homem de Deus, tentou levar para as Igrejas daquele local a doutrina com a qual tivera contato quando estava em Hilston; Talvez pela ideia partir de um negro, o ato de falar em línguas ironicamente não fora bem recebido! Exatamente pelos pastores de Los Angeles que a pouco tempo atrás, foram ao País de Gales aprender e tentar sem sucesso implementar a doutrina do derramamento iminente do Espírito santo na sua região.

 William Joseph Seymour foi expulso de suas Igrejas, acusado de herege; Procurou outras Igrejas menores, das quais acabava sempre expulso sob a acusação de estar promovendo confusão entre os membros daquela denominação. Se antes, como discípulo, podia ficar ao menos no corredor da Igreja de onde ele morava, agora na nova cidade, não era permitido nem que houvesse um contato com os crentes, mesmo do lado de fora da Igreja, pois sua doutrina (trazida do Texas) era vista como semente do mal.

 William Joseph Seymour se juntou então a outros negros e latinos, também discriminados e renegados pela religião; Assim, começou a fazer cultos na humilde residência onde morava e esses cultos chegavam a durar três dias e três noites, atraindo mito mais pessoas do que a casa podia comportar! E o que não faltava ali, eram os dons de línguas! e a explicação era simples: As pessoas que moravam nos bairros adjacentes, foram recém trazidas de várias partes diferentes da África, onde se falavam centenas de dialetos e como eram as primeiras e segundas gerações de Africanos, eles estavam bem familiarizados com os seus idiomas nativos!

O que mais amargurava  William Joseph Seymour, era o tratamento preconceituoso das Igrejas, que não davam oportunidades aos de sua raça, para adorar ou participar mais intensamente dos cultos! Assim, agora com ele próprio dirigindo o culto, podia distribuir melhor as oportunidades entre os irmãos que eram bem parecidos na cor, mas com enorme diversidade de línguas (ou seria, dialetos?).

As línguas Estranhas

O fato de que os negros, antes na África, viviam isolados uns dos outros, fizera por força da natureza com que cada grupo ou tribo de cada localidade, falasse seu próprio dialeto ou idioma; E nesse momento portanto, estavam tendo uma oportunidade enorme! criada por William Joseph Seymour de formar uma reintegração social, através da religião. Assim, se juntavam cada vez mais negros ao grupo e cada um em sua oportunidade concedida, podia falar no seu dialeto, desde que houvesse alguém que pudesse traduzir para o inglês, a língua que todos podiam entender.

O grupo crescia! Rapidamente a casa ficou pequena e  William Joseph Seymour passou então a realizar os cultos em diversas casas e mesmo estas acabavam por se tornar pequenas! afinal, a cada culto, mais pessoas que nunca tiveram a oportunidade de se expressar, agora poderiam falar em público para seus irmãos nas reuniões; Podiam também cantar, contar testemunhos, que na maioria não eram pessoais, mas sim das experiências dos seus familiares e histórias do seu povo e dos seus antepassados.

Assim, o interesse social dos negros, aumentava nessas reuniões! e os motivos, eram de fácil compreensão:

1 - Liberdade de expressão no culto,
2 - Vez e voz para as mulheres (coisas que elas não tinham nem mesmo no seio político e social da sua época),
3 - Tudo isso, reforçado pela fé de estar fazendo algo, para Deus.

Agora, você que está assistindo ou lendo este documentário, que conhece todo o meio de comunicação criado após o evento da rua Azusa, como o Rádio, a TV, a Internet, o Telefone... Meios de comunicação que naquela época, não existiam! As pessoas não tinham como se comunicar! era muito difícil.

Existiam famílias e mais famílias de negros, que ainda não conseguiam falar o inglês! porquê a comunicação entre negros e brancos era muito difícil. Assim, principalmente as crianças, que iam nascendo, iam aprendendo a falar nos dialetos africanos. O povo negro, era o primeiro a ficar calado a qualquer momento, não tinham direito de expressão nenhuma!

Assim... Quando aparece alguém como  William Joseph Seymour, negro, que oferecia condições às pessoas de adorarem ao Deus dos Brancos; Afinal de contas... os brancos eram bem sucedidos na vida! Então os negros queriam agora uma aproximação com o Deus dos brancos para terem um pouco mais de conforto e direito a uma vida digna.

Assim, os negros pela primeira vez, estavam tendo oportunidade de se expressar!

Ao longo da História Norte Americana, não se tem notícias de um período anterior à Rua Azusa, no qual sobre tudo a comunidade feminina, podia falar em público! As pessoas, estavam correndo para os cultos de William Joseph Seymour e os motivos podem ser muito facilmente percebidos:

Na questão mística - Buscar um Deus que proporcionava melhor vida ao brancos,
Na questão social - O povo podia se expressar, conversar com os seus semelhantes, colocar cada uma as suas opiniões e isso é claro! atrairia um número considerável de de pessoas; Não precisaria de nenhum milagre para fazer isso acontecer.


A Famosa Rua Azusa

Com os cultos acontecendo sob a direção de William Joseph Seymour, cada vez em mais casas diferentes e cada vez com mais adesões, não demorou para que se cotizassem entre os irmãos e conseguissem dinheiro suficiente para a compra da sua própria Igreja. Havia ali próximo, uma Igreja Metodista, que não tinha se contextualizado com aquele momento religioso e estava fechada a alguns anos; Seus donos, aceitaram a oferta de compra.

Templo Igreja Apostólica Gospel, Rua Azusa
Não houve reforma previa do templo e do jeito que estava, passou a ser utilizado pelos Afro Americanos. Ali, sentadas nos bancos de tábua ou em pé entre materiais de construção, as pessoas rendiam seus cultos de adoração, cheias do Espírito Santo! A Igreja foi então nomeada de: "Missão Evangélica da Fé Apostólica" onde todos eram bem-vindos; A final, todos são de Deus!







Os primeiros brancos


Os brancos passa a frequentar a Rua Azusa
As mulheres negras, que agora podiam adorar a Deus, tendo voz nos cultos, falavam para as suas patroas nas casas nas quais trabalhavam e os primeiros brancos passaram a frequentar a sua Rua Azusa; Sobre tudo, as mulheres brancas, que lá (naquela época), também tinham o direito de se pronunciar na Igreja de William Joseph Seymour, enquanto lá fora, não tinham o direito nem de votar.

As mulheres brancas, levavam então os seus maridos para a Rua Azusa, e todos estes podiam testemunhar a ação do Espírito Santo, batizando a todos no momento da oração coletiva, onde a variedade de "línguas estranhas", eram incontáveis!

Florence L. Crawford e a jovem, Clara Lum
Neste momento, chegam duas mulheres brancas, que juntas, seriam Deus e o diabo na vida de  William Joseph Seymour (Florence L. Crawford e a jovem, Clara Lum)









Deus envia um Sinal

Terremoto 18/04/1906
Precisamente às 5:12h (cinco horas e doze minutos) da madrugada (horário local), em 18/04/1906, um imenso terremoto sacudiu e acordou abruptamente os moradores da área de São Francisco. As ondas de choques violentas! pontuou o forte tremor que durou cerca de 60 segundos!

O terremoto foi sentido do sul do Óregon, até o sul de Los Angeles e a 70km em direção elevada! Foi o terremoto mais destrutivo da história Norte Americanda, 8.3 na escala Rischter.

Um incêndio devastador, alimentado por tubulações de gás rompidas pelo terremoto ampliou os danos; Cerca de 700 pessoas estavam mortas! nos 514 quarterões da cidade, que foram atingidas pelo incêndio.

Rapidamente, um folheto protestante que partiu de algum lugar, inundou as caixas de correios das casas por toda a Califórnia. Nele estava escrito:

É UM AVISO DE DEUS E DE SEU BREVE JULGAMENTO!

As pessoas ficavam desesperadas! procuraram cada um, uma Igreja protestante mais próxima de sua casa. Para as pessoas de pele clara, havia muitas possibilidades de escolha, mas para as pessoas Afro Americanas, só havia um endereço! e ele ficava na Rua Azusa, número 312.

Se para muitos, o terremoto de 1906 e suas consequências foram terríveis; Para a Igreja de William Joseph Seymour foi uma dádiva! pois seu público agora, não cabia no templo. Assim, o movimento da Rua Azusa, logo se espalhou no meio dos crentes como um acontecimento tão esperado naquela virada do século!

Não somente os negros procuravam se aproximar, mas também os brancos! e até mesmo, os que antes do terremoto não aceitavam os negros nos templos, agora corriam juntos, aos montes para a Rua Azusa! Afinal, o esperado avivamento, d'antes elucidado pelos movimentos anteriores como: os  Holiness movement e a Teologia dos Dispensacionalismo, estava acontecendo! e o terremoto fora o sinal de Deus.

Diziam eles: "Deus escolheu o avivamento da Rua Azusa como o catalizador da ação do Espírito Santo sobre os homens nos últimos dias!"

Alguns Pastores tradicionais, viravam suas costas para o movimento, por outro lado, seus membros não faziam o mesmo! e o êxodo religioso, aumentava enquanto William Joseph Seymour pregava: "O Deus que eu sirvo é aquele que exalta os humilhados".

Compreender o que estava acontecendo naquele momento, não é uma tarefa tão difícil:

Na virada do Século, ainda não existiam Rádios, Televisão, Comunicação Globalizada, como se conhece hoje, são coisas que aquelas pessoas que já morreram, nunca viram!

O máximo que se podia receber de informações, advinha dos jornais; Mas esses não davam informações de locais muito distantes, apenas da sua própria cidade. Assim, as pessoas que também pouca "educação" tinham, e muitos não sabiam ler, ficavam apavoradas por qualquer motivo.

Mas, agora não era algo tão simples; O que ocorreu, foi o maior terremoto na história Americana!

A população achava agora, que o mundo estava acabando. Afinal, o movimento religioso daquela época, já vinha cozinhando na ideia dessas pessoas a informação de que o mundo iria acabar e que elas precisavam se consertar com Deus.

Aquele movimento que começara duas décadas antes, agora tinha o seu auge! Porque na verdade, as pessoas esperam um movimento do Espírito Santo; Mas, não sabiam como ele viria. No momento em que uma Senhora, começa a falar um idioma totalmente diferente no meio da congregação, as pessoas logo chegaram a conclusão de que era o idioma colocado pelo Espírito Santo.

A partir dali, qualquer língua, idioma ou dialeto que se falasse na congregação, as pessoas já diziam que eram línguas estranhas, línguas dos anjos. E, na medida em que várias etnias ali compareciam, várias raças de vários países diferentes, neste momento é claro que havia por força do momento e de se ajuntarem pessoas de várias nações haviam diversidades de línguas, literalmente falando.

As pessoas que começaram a ir naquele culto, depois do terremoto ouviam muitas línguas estranhas e queriam também falar línguas estranhas! Mas, como não entendiam nenhum dos idiomas que ali eram pronunciados, essa pessoa chegava ali no culto e começa a falar de qualquer jeito.

Quanto mais pessoas adentravam nesse grupo, mais se convenciam de que eram realmente línguas estranhas. Mas, o fato é que a história comprova e os próprios documentários feitos pelos religiosos protestantes, testificam que no início as pessoas falavam idiomas mesmo! línguas de outras nações; Depois, com a aproximação de pessoas que, não sabiam exatamente o que estava acontecendo, e que agora buscavam também participar dos cultos, estas assim começavam a falar línguas que ninguém entendia.

Na verdade não eram idiomas, eram apenas algumas tentativas de se falar uma outra língua. O que logo, os brancos que também se aproximaram, deram a conotação de língua dos anjos.

A aproximação dos brancos foi muito propícia, porque as Igreja tradicionais, com seus membros que estavam ali, sendo enganados a tanto tempo! agora, esses membros viram o terremoto e chegavam à conclusão de que o mundo realmente ia acabar e que eles deveriam correr para uma igreja na qual o derramamento do Espírito Santo estava realmente acontecendo e essa era a Rua Azusa!

No princípio, seus Pastores viraram as costas; Mas, logo em seguida, quando a maioria dos Pastores perceberam que seus membros estavam migrando para a Rua Azusa, eles também procuraram William Joseph Seymour pedindo para pastorearem os membros da Rua Azusa.

O que aconteceu mais adiante, você ainda vai ficar sabendo! Mas, vale lembrar que: Os próprios documentários feitos pelos protestantes, atestam que naquele local existiam muitas pessoas, de várias nações e que ali falavam idiomas diferentes.

Trechos do documentário elaborado pelos protestantes:

- Eu tenho duas enteadas... uma com descendência Spânica e outra nativo Americana; E isso cria questões culturais interessantes entre elas, dentro da minha casa.

- E esses três tipos de pessoas, apareceram na missão da rua Azusa.

- Deus mandou um avivamento para negros, brancos, Spânicos, todas raças reunidas e amadas, como uma!

As Gerações futuras dos negros que frequentavam a rua Azusa, preferiram não levar adiante aquelas informações, sobre o movimento criado por William Joseph Seymour, e a razão era simples: Os negros não deveriam saber que, a origem da língua estranha era na verdade idiomas comuns! e que o que ocorrera na Rua Azusa, fora exatamente o encontro de várias pessoas diferentes, falando vários idiomas diferentes; E os que se chegavam agora, ouviam aqueles idiomas e como não entendiam nada, diziam que eram línguas estranhas e também queriam falar idiomas estranhos.

Assim, foi conveniente para os Pastores, para os pregadores pentecostais, abafarem o caso da Rua Azusa. E inúmeras gerações e gerações e gerações de crentes, protestantes e pentecostais no E.U.A. fizeram suas liturgias, seus cultos, suas atividades religiosas sem nunca mencionar o ocorrido na Rua Azusa.

Até hoje, inclusive no Brasil, em meio aos pentecostais pouco se fala da Rua Azusa. E a razão continua a mesma: "Para que ninguém venha investigar e tomar conhecimento do que realmente ocorreu na Rua Azusa e qual foi aquele derramar do Espírito Santo dos últimos dias, onde as pessoas pregavam que o mundo não chegaria ao ano 2.000".

A maior prova de que a "Rua Azusa" foi uma fraude, é que nós já estamos muito além do ano 2.000!

- Eu cresci em uma Igreja Pentecostal Afro Americana, Classe Média, fomos educados de acordo com a tradição, mas nunca soubemos nada sobre o "Avivamento da Rua Azusa" e eu nunca ouvi falar de William Joseph Seymour  - Dra. Extrelda Alexander (Profª de Teologia)


O tratamento desigual com o qual a Igreja sempre tratou os pobres e os negros, agora fortalecia o argumento do homem que Deus escolheu para derramar o seu espírito! caracterizado pelas "Línguas estranhas" dos irmãos africanos.

O "Reavivamento" liderado por William Joseph Seymour virou notícia rapidamente! e ainda em Abril de 1906, o jornal The Los Angeles Daily Tyme publicou uma extensa matéria sobre o movimento, denunciando uma nova seita, onde fundamentalistas compostos em sua maioria por negros e migrantes pobres, que dizendo-se movidos pelo Espírito Santo de Deus, manifestavam agora Línguas Estranhas (Denominado Grossolália) e também haviam pregações de Curas e Milagres.

Esse processo de renovação decorreu entre 1906 e 1909. Ele (o movimento) se tornou objeto de especulação por muitos protestantes da época. Alguns diziam que as visões de William Joseph Seymour eram heréticas enquanto outros aceitaram seus ensinamentos e retornaram para suas congregações de origens para repassar tais ensinamentos.

O movimento resultante, tornou-se conhecido como: PENTECOSTALISMO.

Los Angeles, foi o berço pentecostal que deu origem em todo o Mundo às denominações Pentecostais existentes até hoje.

Falar hoje em Movimento Pentecostal, seja de qualquer forma e aspecto, é falar do movimento criado em Los Angeles! Pois não há nada novo hoje em dia, que já não tenha sido feito ou experimentado na Rua Azusa em seu auge. Não somente os negros, mas principalmente eles, vinham de diversas partes do País para conhecer e levar o movimento para suas cidades! e isso fazia com que as novidades e renovações, aflorassem em cada culto.

Se no início, as pessoas naturalmente falavam seus idiomas nativos africanos em suas orações, entregas de profecias e testemunhos, agora os que ouviam passavam também a falar em Línguas, mas essas eram realmente estranhas a todos!

O ato da "Unção do Espírito Santo" não se resumia em falar em outras Línguas! As pessoas sapateavam, se contorciam, babavam, gemiam, rodavam e como isso atraia mais gente, passavam também a pular e cair sentados ou deitados no chão! Esperneavam e até mesmo deitavam de costas jogando os pés para cima sem se importar com suas partes íntimas! Outros simulavam por horas, brigas com adversários invisíveis, socando e chutando o ar aos gritos, correndo de um lado para o outro da congregação.

Também foram aparecendo em pouco tempo as novas "Unções do Espírito Santo", como: A unção do Cachorro, do Gato, do Leão, entre outras unções específicas! Assim, cada Unção tomava o ungido que agia conforme cada uma.

Na medida que as liberdades não eram coibidas (afinal ninguém podia intervir na ação do Espírito Santo! e ELE deveria usar as pessoas como bem quisesse.), assim apareceram as unções específicas e rituais: Uns gargalhavam, enquanto outros pranteavam, outros gritavam histericamente a plenos pulmões até não aguentar mais! A histeria parecia não ter mais fim! e a polícia por diversas vezes era acionada pelos vizinhos que não conseguiam dormir, mesmo morando a uma considerável distância da Igreja!

Como aumentava o mover do Espírito, contagiava mais gente a cada culto! As pessoas levavam fogos de artifícios e os explodiam dentro do templo; E esse costume durou até acontecer um incêndio no prédio da Igreja que era construída de madeiras e os bombeiros eram acionados.

Era comum ver pessoas pelas ruas próximas, completamente tomadas pela ação do Espírito Santo e sua unção dos últimos dias! Essas pessoas paravam em meio às ruas impedindo o trânsito e ali mesmo recebiam suas unções especiais, latindo ou urrando! dependo de como o Espírito à usasse...

Constantemente fiéis eram presos por causarem distúrbios, como resultados das unções do Espírito Santo, nas ruas próximas à Igreja.

A liderança do grupo, era feita por William Joseph Seymour e pelas pessoas que a ele se juntaram. Muitos e incontáveis, foram os Pastores ou homens que se fizeram Pastores, para se aproximar e apanhar um pouco dessa fórmula tão eficaz no propósito de atrair muita gente; Afinal, William Joseph Seymour havia descoberto o que em mãos certas, poderia se tornar as minas do Rei Salomão!

- O Espírito de Deus era tão forte na Rua Azusa! que às vezes as pessoas caiam a um quarterão do prédio da Igreja, pela convicção, para pagar seus pecados ou pelo poder do Espírito Santo!

- Se as mulheres fossem pegas falando em Línguas, eram presas como pessoas insanas! E muitas vezes as mulheres eram ridicularizadas pela imprensa, falavam constantemente para elas que eram indecentes, porque rolavam no chão e seus vestidos subiam um pouco! Teve até um artigo de jornal que dizia que elas deitavam no chão balançavam os pés no ar, de forma que não se via em nenhum outro lugar de Los Angeles!

Não demorou muito para que o Movimento ganhasse repercussão Mundial!





Veja como surgiu o movimento Pentecostal e o Protestantismo:




Fonte: Verdade Oculta



www.amigosdebolso.com.br

19 comentários:

  1. Cadê a exegese?

    Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.

    1 Coríntios 14:2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O original grego se refere a idiomas (português , inglês ,chinês , etc.) Se um chinês falar em sua língua aqui no Brasil , provavelmente somente Deus vai entender , se somente ele falar chinês. Quando uns anjos falaram com Abraão que sua mulher Sara ia engravidar , eles falaram no idioma de Abraão. Quando 2 anjos falaram para Ló sair com sua família de Sodoma , falaram no idioma de Ló. Quando um anjo falou com Maria e Depois com José sobre a gravidez dela , falaram no idioma deles.

      Excluir
  2. CAPÍTULO 13
    1 AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto é uma suposição. É como se eu falasse :"ah , se eu pudesse voar ,chegaria lá em 10 minutos". O texto fala de uma suposição.

      Excluir
  3. interessante ,mas acredito eu ,que as pessoas naquela época tambem tinha o temor de Deus ,e acredito eu que no temor de Deus não falariam outras linguas se não fosse concedida pelo espirito santo ,pois a igreja pregava sobre santidade ,ou seja o medo de pecar era maior tambem ! eles não iria falar outras linguas com medo de estar pecando ,por isso realmente aconteceu o avivamento ! falavam sim as linguas dos anjos!

    ResponderExcluir
  4. Deus perdoa pecado contra Ele próprio e contra Jesus Cristo. Mas blasfêmia contra o Espírito Santo não tem perdão!
    Portanto, busquem o Espírito Santo enquanto há tempo, pois quando ele for retirado e não mais soprar sobre a Terra, terão apenas choro e ranger de dentes.
    Deixem de blasfêmia e aceitem o bastismo de fogo. Busquem em vez de critica-lo. Antes que seja tarde demais.

    ResponderExcluir
  5. A paz, não tive contato com estrangeiros nem procurei antes pesquisa na internet alguma língua, a minha experiencia foi com o próprio Espirito Santo sei como foi o meu batismo , agora se você não recebeu este batismo não tem nenhuma autonomia nem autoridade.Mas já sabe como buscar e ter esta experiencia. Na Oração, se arrependa pois Deus não leva em conta o tempo da ignorância. Deus te de ciência da verdade verdadeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Satanás tá enganando as pessoas mesmo hein ?

      Excluir
    2. É só ler o original do NT em grego e vai ver que 'línguas estranhas' se refere a idiomas daqui da terra. O pior cego é aquele que não quer ver.

      Excluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Gostaria de saber sua fonte bibliográfica para essa pesquisa. Aguardo…

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade katiuscia Silva, pesquisas sem fonte bibliográfica não tem valor! Pesquisas sem fonte bibliográfica pode ser fraude...

      Excluir
    2. Qualquer enciclopédia existente ou mesmo o Wikipedia. A Sra. Agnes Ozman admitiu , antes de morrer ,que eles 'criaram' este falso dom de linguas pois eles queriam 'vivificar a igreja' pois estava tudo meio parado (frio)

      Excluir
  8. Concordo plenamente. Pesquisa sem fonte bibliográfica não possui valor algum. cade a fonte.

    ResponderExcluir
  9. Não sou contra e também não sou a favor. Apenas gostaria que nos fornecesse a fonte para assim certificar o estudo apresentado. Cade a Fonte?

    ResponderExcluir
  10. até li aqui pensando que era uma coisa mais proveitosa! resultado final muita história distorcida e sem cabimento, isso em relação a verdadeira história da rua Azusa. humanizaram tudo, disprezaram as questões espirituais. Vamos para a verdadeira biografia da rua Azusa. Amém irmãos.

    ResponderExcluir
  11. Rapaz, você precisa urgentemente se converter... você estudou de mais!!! agora acredita em si mesmo... não percebendo o agir do Espírito Santo através dos tempo... meu desejo é que em algum dia da sua vida você possa perceber o trabalhar de Deus!!!

    ResponderExcluir
  12. Só mais uma coisa. Devemos denunciar o pecado... O que você fez neste texto é julgar milhões de pessoas em todo mundo servos de Jesus, que creem e fazem a obra de Deus com amor... esse tipo de blog, vlog, não acrescenta em nada o Reino do de Jesus. Tende a causar dissenções? então? quem tais coisas pratica não herdará o Reino dos Céus!!! Então, tome cuidado irmão e peça perdão à Deus, Ele é misericordioso!!!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar e indicar o Apocalipse Now.