Seguidores

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Mais de 300 mil pessoas já implantaram biochips em seus corpos

More than 300,000 people have already deployed biochips in their bodies


O aparelho tem o tamanho de um grão de arroz e serve tanto para usos medicinais, quanto para segurança

Por: Leiliane Roberta Lopes, GospelPrime

Mais de 300 mil pessoas já implantaram biochips em seus corpos
A medicina está prestes a iniciar a implantação de um biochip que será capaz de controlar diabetes, ser usado como método contraceptivo e ainda para fazer exames dando um diagnóstico preciso e rápido até mesmo para casos de câncer.

O biochip é um dispositivo eletrônico do tamanho de um grão de arroz chamado de “wearables” assim como acessórios tecnológicos de uso pessoal como os óculos, relógio e pulseiras fabricados por empresas como LG, Motorola e Samsung.

A diferença é que este pequeno dispositivo será implantado dentro do organismo humano. “Os biochips vão acelerar o diagnóstico das doenças, porque são ultrasensíveis. Isso vai permitir exames de análises clínicas mais rápidos e baratos”, diz Idagene Cestari, diretora de bioengenharia do Instituto do Coração (Incor) em entrevista à Veja.

Através dessa cápsula de vidro será possível, por exemplo, analisar substâncias como o sangue para identificar se a pessoa está ou não doente.

Em casos de diabetes o biochip poderá ser implantado para liberar a quantidade ideal de insulina. Casos de pressão alta também poderão ser acompanhados por este pequeno aparelho que promete revolucionar a medicina.

Idagene é uma entusiasta sobre o uso desse dispositivo. “Poderemos fazer uma medicina personalizada”, disse ele.

Uma startup ligada ao  Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)  já testou um biochip para evitar gravidez. Implantado sob a pele ou no abdômen da mulher ele libera diariamente uma pequena dose de hormônio contraceptivo. O aparelho pode ser usado por 16 anos, quando a mulher desejar ter filhos, através de um controle remoto o médico ou a paciente desativa o biochip e estará pronta para gerar.
No Brasil a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) na área de otorrinolaringologia tem testado o biochip para casos de surdez.

Implantado no ouvido dos pacientes surdos, ou no tronco cerebral, o biochip libera impulsos elétricos estimulando o nervo auditivo. Com esse procedimento espera-se que cérebro interprete a informação e restaure a capacidade do usuário reconhecer os sons, ainda que sejam “robóticos”.

Uso de biochips aumenta a cada dia

O uso do biochips pode parecer novidades, mas há cerca de 300 mil pessoas que já usam esses dispositivos no mundo todo. A Veriteq Corp, fabricante de biochips nos Estados Unidos, já tem aval da  Food and Drug Administration (FDA) e já comercializada três modelos de dispositivos.

No Brasil não há fabricantes desses dispositivos, mas alguns brasileiros já estão usando para abrir carros e conectar computadores como é o caso de Raphael Bastos, de 28 anos.

Morador de Belo Horizonte (MG) o jovem conseguiu implantar um biochip que lhe permite destravar computadores, passar por catracas, destrancar portas e ligar o carro apenas encostando a mão esquerda em um leitor.

Bastos conseguiu adquirir um biochip através da loja Dangerous Things, um site especializado em comercializar esses dispositivos. Com 99 dólares é possível comprar o aparelho e ainda seringas especiais e bisturis que devem ser usados para a implantação do produto.

Leia mais aqui: http://noticias.gospelprime.com.br/


www.amigosdebolso.com.br

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Drake 'chama' Rihanna de demônio durante show

O cantor não explicou porque relacionou o número 666 à cantora

Por: Christianpost

Segundo a revista Star, em sua recente apresentação em Toronto, no Canadá, Drake chamou Rihanna de 'demônio'. Mas não explicitamente. O rapper mostrou uma imagem interessante no telão, que parecia linkar RiRi ao diabo.

Enquanto Drake cantava Days of East, a tela mostrou o número 6, seguido da imagem do rosto de Rihanna, seguido por outro número 6, Rihanna de novo, e um último 6. Há séculos o número 666 é considerado 'o número da besta, do diabo'.

Ele dedicou a música a ela no passado, mas dessa vez não explicou porque essa mensagem subliminar. Vale lembrar que Drake e Rihanna namoraram em 2010 e 2011, e teriam tentado mais uma vez no começo deste ano. Obviamente, não deu certo!

Drake desmente que comparou Rihanna com o demônio

Drake teve que desmentir através do Twitter que chamou Rihanna de demônio durante seu recente show no Canadá. Como dito antes, quando o rapper mostrou o rosto de sua amiga no telão de sua apresentação com o número 666, muita gente afirmou que ele estava comparando a artista com o diabo.

Mas o cantor teve que esclarecer a situação. Drake e Rihanna não estão brigados, eles estão bem, e na quarta-feira (6) ele escreveu na rede social.

"O título do meu álbum é Views from the 6. E 'the 6' é Toronto. Rih é uma grande mulher que eu conheço e vai detonar nessa turnê com o Eminem. É tudo amor!", comentou.

Leia mais aqui: http://www.christianpost.com


www.amigosdebolso.com.br

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Judeus lançam campanha para construção do Terceiro Templo em Israel: “Uma nova era de paz”; Assista

Um grupo de judeus ortodoxos está organizando uma campanha de arrecadação para reconstruir o Templo Sagrado em Jerusalém. O Instituto do Templo apresentou um vídeo para incentivar as doações e afirmando que “esta é a geração” que vai erguer o Terceiro Templo em Israel, pois “as crianças estão prontas”.

Por: Redação, Gospel+

Imagem extraída do vídeo (Youtube)
Um grupo de judeus ortodoxos está organizando uma campanha de arrecadação para reconstruir o Templo Sagrado em Jerusalém. O Instituto do Templo apresentou um vídeo para incentivar as doações e afirmando que “esta é a geração” que vai erguer o Terceiro Templo em Israel, pois “as crianças estão prontas”.

Em 2011, um dos rabinos deste mesmo instituto fez duras críticas à construção em São Paulo de uma réplica aumentada do Templo de Salomão pela Igreja Universal do Reino de Deus.

No cristianismo, a construção do terceiro  templo em Israel é associada às revelações do Apocalipse e segundo muitos teólogos, representaria a aproximação com o início da Grande Tribulação e o surgimento do anticristo.

Recentemente, os judeus ortodoxos revelaram o nascimento de uma novilha vermelha, animal que deveria ser sacrificado para que os sacerdotes pudessem usar suas cinzas num ritual dentro do Templo Sagrado. Para os judeus, sem o nascimento de uma novilha vermelha, de nada adiantaria reerguer o templo que já foi construído e destruído duas vezes.

Como parte dos preparativos para a construção do terceiro templo, no mesmo local dos anteriores, novos sacerdotes levitas estão sendo treinados pelos rabinos e a confecção dos 102 objetos sagrados do interior do Templo está pronta, incluindo o véu que separa o ambiente comum do “santo dos santos”.

A Arca da Aliança, único item que falta, poderia estar enterrado no Monte do Templo de acordo com os estudos feitos pelos rabinos. Para os entusiastas da construção do terceiro templo, é possível fazer escavações no local e encontrar o objeto, desde que o controle do espaço seja devolvido a Israel.

Os organizadores da campanha de arrecadação usam a plataforma IndieGoGo, e dizem que com contribuições a partir de US$ 18 (cerca de R$ 40,00) as pessoas podem fazer parte do projeto e ajudar o início de “uma nova era de harmonia e paz universal”.

O argumento de que a concepção do Templo Sagrado foi feita pelo próprio Deus, o texto da campanha diz que “não é suficiente esperar e orar pelo terceiro templo. É uma obrigação bíblica construí-lo”.

Assista ao vídeo institucional da campanha:



Leia mais aqui: http://noticias.gospelmais.com.br


www.amigosdebolso.com.br