Seguidores

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Unificação das Igrejas - Fim do Protestantismo a caminho da Religião Única.


Papa Francisco convoca as Igrejas Protestantes, Evangélicas e ou Pentecostais, a se unirem à Igreja Católica. É declarado então o fim do protestantismo, o Papa compara-se a José do Egito (numa analogia), e diz que está na hora dos filhos arrependerem-se e voltarem à casa. 

Seu pronunciamento foi assistido por centenas de líderes evangélicos, que prontamente receberam e aceitaram com alegria a convocação Papal. A Igreja recebeu a bênção e abençoou o líder da Igreja Católica.

Por: Doug Batchelor
President of Amazing Facts

Doug Batchelor
Amigos, eu (Doug Batchelor) quero separar um tempinho para falar sobre alguns eventos recentes, muito interessantes e que têm profundas implicações proféticas!

Vamos tomar um tempinho e ar uma olhada em um vídeo singular que acabou de ser postado na internet (mar/2014); É uma mensagem especial do Papa Francisco a uma convenção, cheia de ministros carismáticos e pentecostais, um apelo para a Unidade, para que se unam e voltem a se juntar à Igreja Católica.

É um convite para que sejam um, e penso que isso é muito significativo! Não poderemos mostrar o vídeo inteiro, mas vamos postá-lo no site da “Amazing Facts” se desejar vê-lo na íntegra; Mas eu quero dar uma olhadinha nele e ressaltar alguns pontos que quero trazer à sua atenção. Vamos em frente então? Assista:


TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO


O protestantismo acabou.
Tony Palmer
Tony Palmer - Eu estou convencido que Deus me trouxe a este concílio de ministros, "no espírito de Elias". (Deixe-me explicar)...

Tony Palmer - Se você prestar atenção, bastante atenção, o espírito de Elias estava sobre João Batista para voltar os corações dos filhos aos pais...

Agora, em alguns momentos vamos escutar uma mensagem pessoal do papa Francisco, mas para mim, ainda mais interessante é a questão de quem é este bispo Tony Palmer?

Um indivíduo bem elegante que parece ter uma relação pessoal com o papa e que foi enviado como representante do papa; Ele é um mediador: Tecnicamente ele não é católico, ele é anglicano. E ele tem seu próprio ministério que é especificamente focalizado em trazer unidade às Igrejas.

Ele (Tony Palmer) não foi só a este congresso de carismáticos, mas ele participa aonde ele pode para unificar as diferentes igrejas. Ele faz um trabalho excelente em se apresentar como profeta Elias, de “trazer de volta os filhos aos pais, e os pais aos filhos”.

Uma mensagem de unidade banalizando as diferenças doutrinárias. Escute-o, e vejamos o que você pensa:

Tony Palmer – e de trazer os corações dos pais aos filhos e de preparar o caminho para o Senhor. E sabemos que profecias sempre têm um cumprimento duplo e  e sabemos que Elias virá antes da segunda vinda também.

Tony Palmer – e eu entendi que o espírito de Elias é o espírito de reconciliação! De voltar corações uns aos outros! Isso é muito importante...

Tony Palmer – Sabemos que nos primeiros mil anos, houve uma só Igreja, chamada igreja Católica e a palavra “Católica” quer dizer “Universal”, não quer dizer romana!

Tony Palmer – Católica é... se você é nascido de novo... Levante sua mão se você é nascido de novo? Levantou sua mão? Então você é católico.

Não quero me deter neste ponto porque ele está certo, a palavra “Católico” tecnicamente significa universal; Mas, o que você está vendo aqui é que em passos cuidadosamente pequenos, as distinções entre católicos e protestantes estão sendo destruídas!

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – Peque de volta, redima, o que te pertence! Somos católicos!

Tony Palmer – Então tivemos o cisma do final do primeiro milênio, surgiu a igreja ortodoxa, oriente e ocidente (duas Igrejas). Depois, 500 anos mais tarde, veio Lutero com seus protestos (Três Igrejas). Depois em 1500 anos, três denominações! (não três Igrejas...) e então, a partir dos protestos de Lutero, 33 mil novas denominações...

Você vê o que está acontecendo aqui? Amigos, ele nos chama de protestos de Lutero em vez de movimento protestante ou reforma protestante.

É retratado aqui como a rebelião dos protestos de um ó sacerdote infiel. Mas, este na realidade foi um movimento baseado em muitas diferenças teológicas!

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – Eu cheguei a entender que a diversidade (de Igrejas ou denominações) é divina e que a divisão é diabólica.

Eu não sei se você captou a mensagem! mas isto é muito significativo e perturbador! Diversidade é maravilhosa, é divina, mas divisão é diabólica?

Veja, isto não é verdade, nem toda divisão é diabólica!

A Bíblia nos ensina que a palavra de Deus divide! Que é mais afiada que qualquer espada de dois gumes!

Jesus disse: Não vim trazer paz, mas espada!

Paulo diz que devemos sair e ser separados! E quando os apóstolos em seus dias defenderam a verdade, houve uma divisão que aconteceu entre eles e a grande igreja. E assim, nos últimos dias, quando defendermos a verdade, não seremos chamados somente de divisores, mas também de diabólicos!

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – É verdade o que vocês estavam falando sobre a glória, concordo com vocês, claro que é verdade!

Tony Palmer – A glória que o Pai tinha, ele a deu a Jesus! A Glória era a presença de Deus!

Tony Palmer - O que é a renovação carismática?

Tony Palmer – É quando passamos a sentir a presença de Deus!

Tony Palmer – E ELE disse: eu dou-lhes a glória! Razão pragmática, para que sejam um. É a glória que nos une, não as doutrinas!

Ele disse que é a glória que nos une, não as doutrinas...

Bem, não sei se mencionei isso antes; Que o Bispo Tony Palmer, também é carismático ele fala em línguas, ele apoia isso. E o movimento carismático é um movimento muito interessante, por ser na verdade, uma forma de espiritualismo que vem à igreja cristã.

De fato, mais ênfase é colocada no espírito que na doutrina.

Mais uma coisa que pensei, que deveria mencionar neste ponto, quando falamos quem é esse Tony Palmer?  Ele disse à multidão:

- Quando minha esposa percebeu que ela poderia ser uma católica e uma carismática e uma evangélica, e pentecostal e ser absolutamente aceita na igreja católica! Ela disse que queria reconectar suas raízes com a cultura católica, e foi isso que ela fez. Disse Tony Palmer.

Portanto, não há dúvidas de qual é o seu objeto!

Ele disse que sua esposa creu que poderia ser tudo isso, reconectando-se com a cultura católica!
Esse é o objetivo, que todos no mundo Cristão se uma, dentro da cultura católica, ou a reconheça!
Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer - ...É a glória, se você acredita que Cristo está vivendo em mim e que a presença de Deus está em mim e que a presença de Deus está em você. Isso é tudo o que precisamos!

Tony Palmer – Porque Deus vai dar um jeito em todas as doutrinas quando subirmos ao segundo piso.

Não se preocupe, aqui sobre doutrinas. Nós vamos selecioná-las todas as doutrinas quando chegarmos ao céu. Que simplesmente nos amemos uns aos outros aqui...

Mas, a Doutrina é muito importante!

Jesus disse: E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.

Quando Jesus fez o sermão da montanha, as pessoas se maravilharam da sua “doutrina” então o que vamos fazer? Eliminar o sermão da montanha?

Porque devemos nada mais que amar uns aos outros e que vamos dar um jeito nas doutrinas mais tarde? Esse será o coro que você vai ouvir vez após vez...

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – Por isso a unidade Cristã é a base da nossa credibilidade. Porque Jesus disse que até que sejamos um, não crerão!

Tony Palmer – O mundo não vai crer, como de fato deveria, até que sejamos um!

Tony Palmer – A divisão destrói nossa credibilidade. É o medo que nos mantém separados! Porque medo é falsa evidência parecendo real, é um acrônimo (F-E-A-R: Falsa Evidência Parecendo Real).

Tony Palmer – Porque a maior parte de seus medos é baseada em propaganda.

O que estamos ouvindo na verdade é que: Os ensinos da reforma protestante são propagandas que infundem medo. Portanto, é ruim, não se preocupe com esta propaganda!

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – Agora, porque é histórico? Porque em 1999 a Igreja Católica Romana e a Igreja Protestante Luterana, assinaram um tratado que deu fim aos protestos.

Tony Palmer – Lutero acreditava que somos salvos pela graça, pela fé somente... Amém?

Pequena correção: Não foi somente Lutero que cria nisso. Eram dezenas de milhares de cristãos dedicados que queriam ir de volta à Bíblia: Huss, cria nisso, Wycliffe cria nisso, Tynadale também, todos os grandes reformadores criam nisso; Não somente Lutero!

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – A Igreja católica cria que somos salvos por obras, e por isso os protestos.

Tony Palmer – Nas igrejas protestantes, temos muitas salvações baratas (pessoas nascendo de novo, mas sem qualquer fruto) e pelo fato de não procurarmos frutos (pois esse assunto nem entra em pauta), por não ser necessário para a salvação e não, não é; Mas é o resultado bom se você é salvo. Então o que fizemos foi que em 1999 juntamos as duas definições.

Tony Palmer – Ouçam só, estou lendo do site Oficial do Vaticano: Justificação significa que o próprio Cristo é nossa justiça. Em que compartilhamos, pelo Espírito Santo, de acordo com a vontade do Pai. Juntos, nós católicos e protestantes, luteranos, cremos e confessamos que pela graça somente, pela fé nas obras salvíficas de Cristo e não por qualquer mérito de nossa parte; Somos aceitos por Deus e recebemos o Espírito Santo, que renova nosso coração enquanto nos capacita e chama a boas obras.

Pode parecer que este era o único protesto de Lutero. Mas, Lutero não protestou só contra uma coisa, ele cravou 95 pontos (motivos) diferentes de protesto no portão da Igreja de Wittenberg.

Ele (Tony Palmer) está se referindo a um deles, mas não é o único ponto. E você vai perceber que na semântica, na linguagem que é usada neste acordo, é muito rebuscada e cautelosa porque os católicos estavam buscando um vocabulário em que não teriam que renunciar o que anteriormente criam ou dar a entender que havia algo de errado com suas doutrinas.

Não tenho tempo de me aprofundar nisso, mas não é bem isso o que superficialmente parece ser...

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – Isso deu fim ao protesto de Lutero (o acordo de 1999).

Tony Palmer – Irmãos e irmãs, o protesto de Lutero já passou! E o seu também.

Tony Palmer – Em 1999 isso foi assinado pela Igreja Luterana, pela federação mundial , mais tarde (uns cinco anos mais tarde) a Igreja Metodista mundial assinou o mesmo tratado; Mas até hoje não tivemos qualquer evangélico protestante que se levantasse e assinasse esse acordo, para concordar com nossos irmãos e irmãs de que: Somos salvos pela graça através da fé, par boas obras.

Tony Palmer – E eu creio que isso é algo que precisa ser consertado!

Ele aqui está realmente apelando! Ele diz que os luteranos assinaram o acordo, e que o protesto já não existe; Que os metodistas assinaram isso, agora estamos tentando fazer com que os evangélicos e pentecostais assinem este documento também, para que todos sejamos um novamente.
A reforma protestante não necessária, estamos todos em harmonia agora.

Vamos continuar transcrevendo o vídeo:

Tony Palmer – Aí está um desafio para você. Portanto, os protestos acabaram ha quinze anos!

Tony Palmer – E sei que sou um pouco atrevido aqui, porque eu desafio meus amigos Pastores Protestantes: Se não há mais protesto, como pode haver ainda uma Igreja Protestante?

Acho que é fácil percebermos para onde isso está indo. A distinção entre católicos e protestantes está sendo varrida para fora! Este é um movimento em direção a uma única religião mundial!

É exatamente o que a profecia diz que tem que acontecer antes de Jesus voltar. O mundo está sendo sacudido!

Somente haverá dois grupos quando Cristo voltar:

Um terá o selo de Deus, o outro, a marca da besta. Obviamente, se há 33 mil denominações cristãs, alguma coisa tem que acontecer pra polariza-los a um desses dois lados.

É por isso que você vê a profecia se cumprindo neste momento, amigos. Esse é o tipo de argumento que será dado, esse é o tipo de apelo que será feito para trazer todos a um “corpo” unificado. Onde minimizamos a importância da doutrina da Bíblia.

Tony Palmer – Talvez agora, sejamos todos católicos de novo (risos da plateia).

Tony Palmer – Mas, somos reformados, somos católicos no sentido universal, não estamos mais protestando contra a doutrina de salvação da igreja católica; Agora pregamos o mesmo evangelho!

Será que pregamos o mesmo evangelho?

A menos que houve mudanças radicais desde 1999 das quais eu não esteja informado!

Só para lhes dar alguns exemplos das diferenças que levaram à reforma protestante:

- A bíblia ensina que não devemos nos inclinar perante estátuas.
Este é um dos dez mandamentos, e a lei de Deus faz parte do evangelho.  A Igreja Católica Romana, diz que devemos nos inclinar perante estátuas.

- A bíblia ensina que todos pecaram exceto Jesus.
A Igreja Católica Romana, ensina que Maria era sem pecado.

- A bíblia diz que Jesus é o único mediador entre Deus e o homem.
A Igreja Católica diz que Maria é co-mediadora.

- A bíblia diz que Cristo ofereceu o sacrifício sobre a cruz de uma vez por todas (Hebreus 7:27).
A Igreja Católica Romana, ensina que o sacerdote sacrifica a Cristo sobre o altar, sempre que este realiza uma missa.

- A bíblia diz que todos os cristãos são santos e sacerdotes (Efésios 1:1).
A Igreja Católica diz que santos e sacerdotes são uma casta especial dentro da comunidade cristã.

- A bíblia ensina que todos os cristãos deveriam saber que têm vida eterna (João 5:13).
A Igreja Católica Romana, ensina que os cristãos não podem e não devem saber que têm vida eterna.

- A bíblia ensina que não devemos chamar nenhum líder religioso de pai.
A Igreja católica ensina que podemos chamar sacerdotes e o papa de pai.

E o Bispo Tony Palmer, também é chamado de pai Tony.
- A bíblia ensina a não orar em vãs repetições

Mas, a Igreja Católica Romana, diz que podemos recitar a Ave Maria e o Pai Nosso em vã repetição.
- A bíblia ensina a confessar seus pecados somente a Deus, que só ELE pode perdoar pecados.

A Igreja Católica Romana, diz que devemos confessar nossos pecados ao padre.
- A bíblia ensina que antes do batismo, deve-se ensinar à pessoa, o evangelho e os mandamentos de Cristo, para que haja arrependimento.

A Igreja Católica Romana, diz que criancinhas pequenas podem ser batizadas e que se morrerem antes de serem batizadas serão condenadas ao inferno.
- Os ensinamentos sobre purgatório, limbo, oração aos santos, não se encontram na Bíblia. Mas são relíquias do paganismo.

Agora, há grandes diferenças teológicas entre aquilo pelo que os protestantes morreram, derramaram seu sangue por estes princípios de verdade! E o que a Igreja Católica Romana e algumas Igrejas Ortodoxas creem. E será que devemos simplesmente dizer que a verdade não importa mais? Vamos só amar uns aos outros, e assim estaremos fazendo evangelismo?

O Evangelismo tem que ser baseado na verdade!

Eu poderia começar a pregar agora, mas voltemos ao vídeo:

Tony Palmer – Agora pregamos que somos salvos de graça pela fé somente. A palavra “somente” foi o argumento por 500 anos!

Tony Palmer – A palavra “Somente” está ali, você pode ler e conferir! O Protesto acabou! (Aplausos da plateia).

Tony Palmer – Eu creio que veremos mais e mais pessoas chamadas para ir às Igrejas e trabalhar entre elas no espírito de Elias. Para voltar o coração dos pais aos filhos, e dos filhos aos pais.

Tony Palmer – Para preparar um povo, pronto para o Senhor.

Ministérios de reconciliação.

Tony Palmer – Precisamos lançar tantos recursos e energia ao ministério de reconciliação, quanto o fazemos com o ministério do evangelismo! Ou estamos construindo paredes sem fundamentos?

Tony Palmer – Eu vos desafio a encontrar um construtor de pontes, e apoiá-lo ou apoiá-la.

Tony Palmer – Eu quero fazer esta oração, e se você concorda, pode dizer amém
Oração

Tony Palmer – Esta oração é de um homem que estava morrendo e quando você sabe que vai morrer, você certamente ora as orações mais importantes:

- Eu não oro por estes somente, mas também por aqueles que crerão em mim por sua palavra, para que todos sejam um. Assim como tu Pai, está em mim e eu em TI, para que eles também sejam um em nós.

- Para que o mundo creia que me enviaste e a glória que me deste, eu tenho dado a eles.

- Para que sejam um, como nós somos um.

- Glória ao Pai, amém.

Ok, Parte da oração de Jesus, naturalmente é para que haja harmonia, para que sejamos unidos. Mas, também diz em João 17:17:  “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade”.

O que nos vai unificar é o Espírito de Deus, é o Espírito é a verdade de Deus! Os ensinamentos, Sim, estas são as palavras!

Outra vez, João 16 no mesmo livro verso 13: Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará a toda verdade. É pela verdade que teremos unidade, pelas doutrinas! É isso que une as pessoas.

Ao nos aproximarmos na teologia bíblica, nas doutrinas da verdade, nos aproximamos de Cristo, porque Jesus é a Palavra feita carne. Não é que aproximamos em um sentimento, em um carisma, ou um sentimento de glória, ao sermos batizados com o dom de línguas!

Não é isso que une a Igreja, não é isso que é unidade verdadeira!

Ele (Tony Palmer) fez bem pouca referência à palavra de Deus na verdade que nos liberta. Agora parece que ele vai exibir para a plateia o clipe do Papa:

Uma religião única. A profecia está se cumprindo!

Papa Francisco – Queridos irmãos e irmãs, me desculpem porque eu vou falar em italiano. Mas, na verdade eu não vou falar nem em italiano, nem em inglês, mas sim na linguagem do coração.

Agora, em primeiro lugar, eu imagino que a audiência ficou pasma! Quando viram o Papa aparecendo na tela. Que era de fato o Papa!  E não que não se tratava de uma carta escrita por ele! O Papa estava especificamente dirigindo-se a esta conferência.

Na verdade, no vídeo ele diz: “Enviei meu amigo Tony Palmer (um amigo de longa data), o enviei com esta mensagem”.  Isso nos faz admirar a influência que ele tem no Vaticano! E nos faz perguntar se: haverá mais desses vídeos no futuro?

E de novo, eu quero reiterar que a maior parte dos verdadeiros seguidores de Cristo, não são membros de minha igreja. Eu estou convicto que há cristãos genuínos e sinceros em várias denominações cristãs.

O próprio Papa parece ser uma pessoa maravilhosa! Ele me lembra do meu avô. A aparência é quase igual! Sério...

Mas, eu só quero me assegurar que não nos deixemos enganar! Que isso tudo não é assim tão afetuoso e íntimo como se fez parecer.

É bem possível que foi feito um script sim, até certo ponto, desta mensagem. Que houve algumas anotações que foram revisadas e que não foi gravado de maneira tão espontânea; Mas sim com um esboço.

Então esta mensagem, eu penso, foi estratégica para que haja a aparência caseira e espontânea. Mas vamos continuar assistindo:

Papa Francisco – É uma língua mais simples e mais autêntica. E esta língua do coração tem uma linguagem e uma gramática especiais...

Papa Francisco – Uma gramática simples. Duas regras: Ame a Deus acima de tudo, e ama o próximo pois é teu irmão e irmão e irmã.

Papa Francisco – E com estas duas coisas, podemos avançar.

Esta é a afirmação ouviremos dos evangelistas país afora e mundo afora e também de outros cristãos: “Não precisamos dos dez mandamentos, não precisamos do sábado”. E é verdade, os dez mandamentos se resumem em amor a Deus e amor ao próximo. Deve ser algo que vem do coração!
Mas, às vezes estes argumentos são usados para diminuir a importância de especificamente obedecer aos mandamentos de Deus. Por isso, apesar ser bonito, apesar de concordarmos que devemos amar ao Senhor e amar o próximo; Isso não deve diminuir a importância de especificamente obedecermos aos dez mandamentos.

Vamos continuar transcrevendo o vídeo do Papa:

Papa Francisco – Estou aqui com meu irmão (Bispo Tony Palmer). Somos amigos por anos!

Papa Francisco – Ele me falou do vosso encontro, da vossa conferência.

Papa Francisco – É um prazer saudá-los; Uma saudação alegre e nostálgica. Alegre porque há muita alegria por vocês estarem reunidos para louvar Jesus Cristo, o único Senhor! Para orar ao Pai e receber o Espírito!

Papa Francisco – E isso dá alegria, pois se vê que o Senhor trabalha em todo mundo!

Papa Francisco – E nostálgico, porque é como o que acontece nos nossos subúrbios; Nos nossos subúrbios existem famílias que se amam e que não se amam, famílias que se unem e famílias que se separam. E nós, somos um pouco (permitam-me usar a expressão) separados.

Portanto, ele basicamente está dizendo que: Eu vos saúdo com alegria por vocês estarem reunidos para adorar a Jesus, mas também o faço com nostalgia, ou com ansiedade (como seria no italiano), querendo dizer: “eu olho para trás, quando éramos uma só família, e temos que ser uma só família de novo”; Esta é a ênfase da mensagem.

Papa Francisco – Separados porque o pecado nos separou, o nosso pecado; Os mal entendidos na história... Uma longa estrada de pecado comunitário, e quem é culpado? Todos somos culpados! Todos somos pecadores.

Bem, para mim, esta poderia ser a maior narração incompleta do milênio! Que todos esses 30 a 50 milhões de pessoas que foram executadas pela Igreja Católica tenha sido apenas um grande mal entendido, e não sabemos quem é o culpado...

Bem, eu presumo que foi porque havia uma divergência teológica tão grande! Que as pessoas não queriam reconhecer a superioridade e autoridade da igreja. E eu não creio que eles (o Vaticano) mudaram sua opinião neste ponto.

Papa Francisco – Só há um justo, o Senhor!

Papa Francisco – Eu estou ansioso para que esta separação termine e nos dê comunhão.

Papa Francisco – Eu estou ansioso por receber aquele abraço! Do qual fala a Escritura Sagrada, quando os irmãos de José famintos! Andaram até ao Egito.

Agora o Papa faz a transição a um discurso, deveras brilhante! Falando de um abraço. Então ele faz referência à história de José, e ao falar da história de José, a imagem que provavelmente aparece na mente dos espectadores é que ele está retratando a si e a à Igreja Católica como José. Aqui José foi mal entendido e traído por seus irmãos, mas seus irmãos começaram a ficar famintos por aquilo que somente José poderia lhes dar e vieram e finalmente se prostraram perante José. E José, acabou sendo o superior deles!

Eles tinham ficado separados de seus irmãos mas eles vieram e o abraçaram no final. José abraçou seus irmãos, ele os perdoou pelo que tinham feito! Portanto, você é que decide, enquanto assiste esta pequena analogia, quem é José nessa história?

Voltemos à transcrição do vídeo do Papa:

Papa Francisco – E compraram para poder comer. Foram lá comprar, e tinham dinheiro; Mas, não podiam comer o dinheiro!

Papa Francisco – Mas ali, encontraram algo mais que comida; Encontraram seu irmão!

Papa Francisco – Todos nós temos “dinheiro”; O dinheiro da cultura, o Dinheiro da nossa história, e tanta riqueza cultural, ou religiosa, das diferentes tradições. Mas, devemos no encontrar como irmãos!

Papa Francisco – Temos que chorar juntos, como chorou José! Este choro nos une. O choro do amor...

Papa Francisco – Eu falo contigo como irmão e falo assim, de forma simples, com alegria e ansiedade. Façamos a nossa ansiedade crescer! Porque isso nos vai impulsionar a nos encontrarmos e nos abraçarmos e louvarmos a Jesus Cristo, como único Senhor da história!

Papa Francisco – Muito obrigado por me ouvir. Muito obrigado por permitir-me falar a língua do coração.

Papa Francisco – Lhes peço um favor: Orem por mim. Porque preciso da sua oração e  eu orarei por vocês! Mas, eu preciso da sua oração.

Papa Francisco – E oremos ao Senhor para que uma a todos!

Papa Francisco – E caminhemos para que sejamos irmãos, que nos demos espiritualmente este abraço, e permitamos que o Senhor termine a obra que começou.

Papa Francisco – E isto é um milagre, o milagre da união começou!

Papa Francisco – Diz um escritor italiano (Manzoni) famoso, um homem simples, do povo; Ele disse num romance a seguinte frase:  “Nunca vi que o Senhor tenha começado um milagre, sem termina-lo bem”

Papa Francisco – ELE vai terminar bem este milagre da unidade!

Bem amigos, eu tentei deixar o Papa falar sem interrupções, para que você possa captar bem a mensagem. Não posso usar palavras melhores! Há um apelo: “nos abraçamos”, “Um milagre da união”, “juntamos nossas lágrimas”, “somos todos irmãos”...

Isso é realmente um apelo para protestantes desgarrados voltarem para casa!

Aliás, quando os irmãos de José o encontraram, eles acabaram indo morar no Egito, onde José estava. Mas, deixemos o Papa terminar seu discurso:

Papa Francisco – Por favor, me abençoe, e eu te abençoarei. De irmão para irmão, um abraço, Obrigado.

FIM DO DISCURSO DO PAPA.

(Aplausos da plateia e gritos de Glória, Glória, a Deus)



Kenneth Copeland – Tony, obrigado Senhor!

Kenneth Copeland – Vamos lá, o homem (o Papa) pediu para que orássemos por ele.

Agora subiu ao palco o pastor Kenneth Copeland, que na verdade foi  discípulo do próprio Oral Roberts. Ele é provavelmente um dos maiores líderes carismáticos na América do Norte, e também é conhecido pregador da teologia da prosperidade.

Mas, é interessante que o Pr. Ken Copeland e o Papa Francisco, os dois têm 77 anos de idade, ou seja, vêm da mesma era. Depois, este salão cheio de pessoas, não leigas, mas de líderes! São todos ministros no movimento carismático, ouvindo esta mensagem do Papa, ficam de pé, aplaudem, levantam as mãos e acham que isso é maravilhoso!

Parece-me que estão abraçando a mensagem!

Vamos continuar:

Kenneth Copeland  - Pai, nós atendemos o seu pedido e já que não temos oração que chegue à altura a não ser que concordemos contigo e com seu pedido e do seu coração que bate pela unidade do corpo de Cristo. Nos reunimos na unidade de nossa fé, aleluia!

Me parece que ele (Pastor Kenneth Copeland) está concordando com o que disse o Papa, que iremos nos juntar na unidade de nossa fé.

Prossigamos com a transcrição do vídeo:

Kenneth Copeland – Portanto todos nós Pai, conforme a escritura, ao sabermos que não podemos orar como deveríamos. Oramos por ele (Papa Francisco) no espírito, recebemos o discurso do Espírito Santo. Recebemos orações de fé, nós recebemos Senhor, recebemos palavras que não nossas (Kenneth Copeland – fala em línguas por alguns minutos).

Eu não vejo nenhum exemplo na bíblia de Jesus orando assim. Quando Jesus falou que iriam falar em outras línguas, ELE quis dizer que os discípulos iriam, de forma sobrenatural falar línguas que anteriormente não conheciam ou não haviam estudado! Com o propósito de pregar o evangelho àqueles que falavam estas línguas.

Kenneth Copeland – Aleluia, aleluia... Glória, glória... Obrigado Pai, obrigado Pai... Obrigado Senhor Jesus.

Kenneth Copeland – Tony! Pegue o seu celular e venha até mim.

Kenneth Copeland – Quero que você filme uma mensagem de volta. Suba até aqui e vamos fazer desse jeito (virados para o público) para que o Papa possa ver toda esta congregação.
Então agora, isso na verdade é uma ideia brilhante para fins de marketing. Que Kenneth diz que queremos enviar uma mensagem pessoal de volta ao Vaticano, de volta ao Papa.

Tony Palmer – Vou ter que voltar ao vaticano então... kkk (risos)

Gravando um vídeo de resposta para o Papa:

Kenneth Copeland – Meu querido Senhor, muito obrigado do fundo do nosso coração. Todos esses líderes representam literalmente dezenas de milhares que te amam, que creem em Deus, juntamente contigo. E em resposta ao seu pedido, nós acabamos de orar por você (Papa Francisco) e com você. E assim, fizemos no esírito!

E cremos que recebemos de acordo com as palavras de Jesus em Marcos 11:24 “O que quer que desejais, orando, creiam que o recebereis, e será vosso”.

Nosso desejo, Senhor (Papa Francisco) no que se refere a ti, está escrito no quarto capítulo do livro de Efésios: “Até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem maduro, à medida da plenitude de Cristo” – Efésios 4:13

Obrigado Senhor (Papa Francisco), nós te abençoamos e recebemos a tua bênção. É muito importante para nós te abençoarmos com todo o nosso coração! Te bendizemos com toda a nossa alma, te bem dizemos com toda a nossa força! E te agradecemos Senhor (Papa Francisco), agradecemos a Deus por você, e assim todos nós declaramos juntos: SEJA ABENÇOADO! Outra vez: SEJA BENDITO! 

Amém...

Tony Palmer – Você terá que ir ao Vaticano comigo rsrs

Kenneth Copeland – Eu irei kkk, estou disponível, louvado seja o Senhor.

Então o Bispo Tony está convidando Kenneth Copeland par juntos irem ao Vaticano. Vai ser interessante ver se isso vai acontecer...

Outra coisa: Acho que ninguém deixou de perceber que parecem ter acolhido a mensagem do Papa, por um Unidade, uma Unificação; Dizendo: Nós queremos tua bênção, e nós queremos te abençoar.

Kenneth Copeland – A vontade de Deus se fará, amém?

Kenneth Copeland – Tony, obrigado! Gente como você, abençoou este lugar esta noite. Te amo! Te amo!

Tony Palmer – Obrigado.

Kenneth Copeland – Eu lhes disse que nunca o esqueceria (referindo-se a Tony Palmer). Eu lhes digo agora: O céu está emocionado sobre o que aconteceu aqui! (Risos)

Kenneth Copeland – Obriagado Deus!

Kenneth Copeland – Sabe o que é tão emocionante para mim?

Kenneth Copeland – Quando eu entrei no ministério há 47 anos, isso era impossível!

Isso é verdade, ele reconhece o quanto as coisas mudaram desde que ele foi ao ministério. Porque os carismáticos e pentecostais eram bem protestantes. E eles ensinavam que a besta do Apocalipse era a Igreja Católica!

As coisas mudaram radicalmente, e você pode ver isso nitidamente nos seus ensinamentos. Bem amigos, eu quero encerrar lendo algo para você; E quero sugerir que você aprofunde-se mais sobre isso (algo que está escrito no capítulo 35 do livro “O Grande Conflito”).

Vejamos se você concorda comigo, que a profecia está sendo cumprida:

O romantismo é hoje olhado pelos protestantes com muito maior favor do que anos atrás. Nos países em que o catolicismo não está em ascendência e os romanistas adotam uma política conciliatória, a fim de conquistar influência, há crescente indiferença com relação à doutrinas que separam as igrejas reformadas da hierarquia Papal.

Ganha Terreno a opinião de que, em última análise, não somos tão diferentes em pontos vitais como supunha-se; E de que uma pequena concessão de nossa parte, nos levará a melhor entendimento com Roma (Vaticano).

Houve tempo em que os protestantes, davam alto valor à liberdade de consciência, a tão elevado preço comprada!

Ensinavam os filhos a aborrecer o papado e sustentavam que buscar harmonia com Roma (Vaticano) seria deslealdade para com Deus.

Mas, quão diferentes são os sentimentos hoje expressos!

O Grande Conflito – Página 563

Amigos, hoje esta profecia está cumprida perante vossos olhos.

À Luz de todas estas coisas que estão acontecendo, eu agora sei porque Deus nos ajudou a passar por 3 anos e meio produzindo um DVD muito importante, de 90 minutos de duração. Um documentário que a Amazing Facts acabou de lançar e que se chama: Apocalipse, a Noiva, a Besta e a Babilônia.

Se você assistir este documentário, então entenderá que estes assuntos são muito importantes! E que estamos vivendo o final dos tempos!

Mas, eu quero enfatizar par encerrar: Este e simplesmente mais um marcador importante na profecia! Há muito mais para acontecer e que precisamos entender. Mas, mesmo sabendo dos detalhes da profecia, não é isso que nos vai salvar!

Precisamos ter uma relação pessoal diária com Jesus. Baseada na sua verdade, na sua palavra!

Você está estudando a palavra?

Você caminha com o Senhor?

A verdade é que a palavra vos libertará!

Precisamos orar para nos livrarmos de qualquer coisa que esteja nos segurando ou impedindo-nos de nos rendermos inteiramente a Jesus! De tomarmos nossa cruz e seguir a Cristo.

Que você escolha fazer isso hoje.

Você já se perguntou como será quando as profecias forem todas cumpridas?

O que mais você pode esperar agora? Uma mensagem pessoal do Papa para as Igrejas evangélicas?

Você acabou de ver isso agora.

Doug Batchelor
AMAZING FACTS



www.amigosdebolso.com.br