Seguidores

quinta-feira, 18 de junho de 2015

HOMOSSEXUALISMO - É certo condenar ou bater de frente?

O que o Apóstolo Paulo e o nosso Senhor Jesus Cristo têm a dizer sobre o pecado e o domínio dos pecadores sobre a face da terra? Ou melhor: O que devemos saber antes de julgar e condenar alguém que pratica aquilo que no nosso entendimento, é errado e pecaminoso?

ROMANOS 1 AO 6 – Será que você entendeu?

O texto abaixo foi literalmente extraído da Bíblia (expecificamente dos livros aos Romanos, do capítulo 1 ao capítulo 6) e contém algumas pequenas anotações (normalmente colocadas entre parênteses), para que haja melhor entendimento e reflexão por parte do leitor.

Meu desejo é que você Imprima e leia atentamente este estudo, e que você entenda o que a bíblia diz sobre este assunto tão polêmico que é o homossexualismo, percebendo então qual deve ser o seu posicionamento em relação a este assunto ou qualquer outro tipo de pecado ou pecador

BOA LEITURA!



Aos "santos acusadores" a Bíblia diz:

Todos os que estão em pecado e praticam o pecado, assim como tu ó “homem santo”, também são amados de Deus e chamados para serem santos um dia.

Devemos amar (levar o evangelho = Amor), tanto a gregos como a bárbaros, tanto a "sábios" como a "ignorantes". De modo que se Deus está em nós, temos que estar preparados para anunciar o amor (o evangelho) até mesmo aos pecadores. Porque eu Paulo, não me envergonho do amor (que é o evangelho), pois ele é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu (que aqui representa aquele que serve a Deus), e também do grego (que aqui representa aquele que não serve a Deus).

Porque no amor (que é o evangelho) é revelada, de fé em fé, a justiça de Deus, como está escrito: Mas o justo (que aqui representa aquele que manifesta o amor a toda criatura) viverá da fé. (Romanos 1:1-17)

A IRA DE DEUS SOBRE OS QUE AMAM A LEI E QUE JULGAM OS PECADORES

Pois do céu é revelada a ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça dos homens (homens que julgam) que detêm a verdade em Injustiça (homens que se tornam injustos e julgadores em nome da “verdade” que acreditam possuir). (Romanos 1:18)

Porquanto, o que de Deus se pode conhecer (seus atributos que são Amor, Ira, Misericórdia, Paciência, Trindade, Fidelidade, Independência, Eternidade, Imutabilidade, Infinitude, Justiça, Boa vontade, Liberdade, Bondade, Onipotência, Onipresença, Onisciência, Santidade, Simplicidade, Soberania, Unidade, Verdade), neles (nos homens pecadores e nos homens santos) se manifesta (ou seja, todos são criação de Deus), porque Deus assim determinou.(Romanos 1:19)

Pois os atributos de Deus, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas (que são os Homens santos, os Homens pecadores e tudo que no mundo há), de modo que eles (os julgadores que se tornam injustos na ânsia de fazer justiça através da lei) são inescusáveis (são imperdoáveis);(Romanos 1:20)

Porquanto, tendo (estes homens “santos”) conhecido a Deus (que é: Amor, Misericórdia, Paciência, Fidelidade, Liberdade, Bondade, Vontade, Unidade, Verdade, Simplicidade, Trindade, Independência, Eternidade, Imutabilidade, Infinitude, Justiça, Onipotência, Onipresença, Onisciência, Santidade,  Soberania e Ira ), não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações (nos seus entendimentos) se desvaneceram (se encheram de orgulho e razão), e o seu coração insensato se obscureceu (se tornou mal e incapaz de amar o pecador). (Romanos 1:21)

Os que julgam e condenam os pecadores, Dizendo-se sábios (conhecedores), tornaram-se estultos (tolos, sem conhecimento), e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis (ou seja, passaram a crer e ensinar que Deus é semelhante ao homem: Mal, Injusto, Mentiroso, Vingativo, Assassino, Cruel e etc...). (Romanos 1:22,23)

MAS E OS "PECADORES"? AQUELES QUE VIVEM NO PECADO E DELE NÃO SE ARREPENDEM? A BÍBLIA NÃO DIZ QUE JÁ ESTÃO CONDENADOS?

Parada Gay de São Paulo 2015 - Homem introduz objeto sacro no ânus em plena Avenida Paulista
Parada Gay SP 2015 - Home Introduz objeto sacro no ânus
Está escrito: Por isso Deus os entregou (os pecadores), nas concupiscências (nos desejos, inclinações, tendências) de seus corações à imundícia (ao pecado), para serem os seus corpos desonrados entre si; (Romanos 1:24

pois trocaram a verdade de Deus pela mentira (pelos prazeres carnais), e adoraram e serviram à criatura (ao Homem, à carne) antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém. (Romanos 1:25)

Pelo que Deus os entregou a paixões infames (insestos, pedofilia, homossexualismo). Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza (tornaram-se lésbicas); (Romanos 1:26)


semelhantemente, também os varões (os homens), deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros (tornaram-se homossexuais), varão com varão, cometendo torpeza (baixaria, descaramento, desonestidade, desvergonha e imoralidade) e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro (a dor do coito, doenças, AIDS). (Romanos 1:27)

E assim como eles (os pecadores) rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm; (Romanos 1:28)

estando cheios de toda a injustiça, malícia, cobiça, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, dolo, malignidade; (Romanos 1:29)

sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos Pais; (Romanos 1:30)

néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, sem misericórdia; (Romanos 1:31)

os quais, conhecendo bem o decreto de Deus, que declara dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que as praticam. (Romanos 1:32)



NÃO HAVERÁ PERDÃO PARA AQUELE QUE JULGA E APLICA A LEI SOBRE UM PECADOR. E O QUE JULGA LEVARÁ SOBRE SI A MESMA ACUSAÇÃO DO PECADOR.

Portanto, és inescusável (imperdoável), ó homem, qualquer que sejas (Pastor, Apóstolo, Servo), quando julgas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu que julgas, praticas o mesmo (torna-se praticante e condenável do mesmo pecado). (Romanos 2:1)

E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade, contra os que tais coisas praticam. (Romanos 2:2)

E tu, ó homem (Pastor, Apóstolo, Servo), que julgas os que praticam tais coisas, cuidas (você acha) que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus? (Romanos 2:3)

Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade (ou Bondade) de Deus que conduz ao arrependimento (que o evangelho de amor conduz ao arrependimento)? (Romanos 2:4)

Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente (Homem que julga sem piedade), entesouras ira para ti no dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus, (Romanos 2:5)

que retribuirá a cada um segundo as suas obras; ( Romanos 2:6)

a saber:

Vida eterna aos que, com perseverança em fazer o bem (com amor), procuram glória, e honra e incorrupção; (Romanos 2:7)

Ira e indignação aos que são contenciosos (brigas, discussões, disputas, separações), desobedientes; (Romanos 2:8)

tribulação e angústia sobre a alma de todo homem que pratica o mal, primeiramente do judeu (primeiramente dos que servem a Deus), e também do grego (que representa os que não servem a Deus, os pecadores);

glória, porém, e honra e paz a todo aquele que pratica o bem, primeiramente ao judeu (que aqui representa aqueles que servem a Deus), e também ao grego (que aqui representa aqueles que não servem a Deus, os pecadores); (Romanos 2:9,10)

pois para com Deus não há acepção de pessoas (para Deus todos são iguais). (Romanos 2:11)

Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão (os que pecam sem conhecer as leis de Deus, sem elas perecerão); e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados (todos os que julgam os outros por conhecerem a lei, pela lei serão julgados). (Romanos 2:12)

Pois não são justos diante de Deus os que só ouvem a lei; mas serão justificados os que praticam a lei (Romanos 2:13)

porque, quando os gentios (pecadores), que não têm lei (que não conhecem a Bíblia), fazem por natureza as coisas da lei (as coisas da Bíblia), eles, embora não tendo lei, para si mesmos são lei (ou seja, suas próprias consciências os induz naturalmente a praticar a lei, mesmo sem conhecer a lei). (Romanos 2:14)

pois mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os, (Romanos 2:15)

no dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Cristo Jesus, segundo o meu evangelho. (Romanos 2:16)

Mas se tu és chamado judeu (servo), e repousas (descansas) na lei, e te glorias em Deus (se acha santo, se acha melhor); (Romanos 2:17)

e conheces a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído na lei; (Romanos 2:18)

e confias que és guia dos cegos (de pecadores), luz dos que estão em trevas, (Romanos 2:19)

instruidor (professor) dos néscios (ignorantes), mestre de crianças, que tens na lei a forma da ciência e da verdade; (Romanos 2:20)

tu, pois, que ensinas a outrem, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas? (Romanos 2:21)

Tu, que dizes que não se deve cometer adultério, adultéras? Tu, que abominas os ídolos, roubas os templos? (Romanos 2:22)

Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei? (Romanos 2:23)

Assim pois, por vossa causa (homem que se diz santo), o nome de Deus é blasfemado entre os gentios (entre os pecadores), como está escrito.  (Romanos 2:24)

Porque a circuncisão (a santificação) é, na verdade, proveitosa, se guardares a lei; mas se tu és transgressor da lei, a tua circuncisão tem-se tornado em incircuncisão.  (Romanos 2:25)

Se, pois, a incircuncisão (o pecador) guardar os preceitos da lei, porventura a incircuncisão (o pecador) não será reputada (vista ou aceita) como circuncisão (santificado)?  (Romanos 2:26)

E a incircuncisão (o pecador) que por natureza o é, se cumpre a lei, julgará a ti, que com a letra (conhecimento da lei) e a circuncisão (santificação) és transgressor da lei.  (Romanos 2:27)

Porque não é judeu (servo de Deus) o que o é exteriormente (na aparência) , nem é circuncisão (santificado) o que o é exteriormente na carne (que tem aparência de santo).  (Romanos 2:28)

Mas é judeu (servo de Deus) aquele que o é interiormente, e circuncisão (santificação) é a do coração, no espírito, e não na letra (na teologia, na lei); cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus (ou seja, não são os homens que decidirão que é servo ou quem não é servo, quem é santo ou quem não é santo, somente Deus dará esse louvor). (Romanos 2:29)

Que diremos, pois, ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne?  (Romanos 4:1)

Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não diante de Deus. (Romanos 4:2)

Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. (Romanos 4:3)

Ora, ao que trabalha não se lhe conta a recompensa como dádiva, mas sim como dívida; (Romanos 4:4)

porém ao que não trabalha, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é contada como justiça; (Romanos 4:5)

assim também Davi declara bem-aventurado o homem a quem Deus atribui a justiça sem as obras, dizendo: (Romanos 4:6)

Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos. (Romanos 4:7)

Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputará o pecado. (Romanos 4:8)

Vem, pois, esta bem-aventurança sobre a circuncisão (o servo, o santo) somente, ou também sobre a incircuncisão (o néscio, o pecador)? Porque dizemos: A Abraão foi imputada a fé como justiça. (Romanos 4:9)

Como, pois, lhe foi imputada (atribuída)? Estando na circuncisão (santidade), ou na incircuncisão (em pecado)? Não na circuncisão, mas sim na incircuncisão (em pecado). (Romanos 4:10)

E recebeu o sinal da circuncisão (santificação), selo da justiça da fé que teve quando ainda não era circuncidado (sanficado), para que fosse pai de todos os que crêem, estando eles na incircuncisão (pecado), a fim de que a justiça lhes seja imputada (atribuída), (Romanos 4:11)

bem como fosse pai dos circuncisos (santificados), dos que não somente são da circuncisão (santidade), mas também andam nas pisadas daquela fé que teve nosso pai Abraão, antes de ser circuncidado (santificado). (Romanos 4:12)

Porque não foi pela lei que veio a Abraão, ou à sua descendência, a promessa de que havia de ser herdeiro do mundo, mas pela justiça da fé.  (Romanos 4:13)

Pois, se os que são da lei são herdeiros, logo a fé é vã e a promessa é anulada.  (Romanos 4:14)

Porque a lei opera a ira; mas onde não há lei também não há transgressão. (Romanos 4:15)

Porquanto procede da fé o ser herdeiro, para que seja segundo a graça (o amor), a fim de que a promessa seja firme a toda a descendência, não somente à que é da lei, mas também à que é da fé que teve Abraão, o qual é pai de todos nós. (Romanos 4:16)

(como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí) perante aquele no qual creu, a saber, Deus, que vivifica os mortos, e chama as coisas que não são, como se já fossem. (Romanos 4:17)

O qual, em esperança, creu contra a esperança, para que se tornasse pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência; (Romanos 4:18)

e sem se enfraquecer na fé, considerou o seu próprio corpo já amortecido (estéril, infecundo) (pois tinha quase cem anos), e o amortecimento (esterilidade) do ventre de Sara; (Romanos 4:19)

contudo, à vista (ou diante) da promessa de Deus, não vacilou por incredulidade, antes foi fortalecido na fé, dando glória a Deus, (Romanos 4:20)

e estando certíssimo de que o que Deus tinha prometido, também era poderoso para o fazer. (Romanos 4:21)

Pelo que também isso lhe foi imputado (Atribuído) como justiça. (Romanos 4:22)

Ora, não é só por causa dele que está escrito que lhe foi imputado (Atribuído); (Romanos 4:23)

mas também por causa de nós a quem há de ser imputado (Atribuído), a nós os que cremos naquele que dos mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor; (Romanos 4:24)

o qual foi entregue por causa das nossas transgressões, e ressuscitado para a nossa justificação. (Romanos 4:25)

Justificados, pois, pela fé, tenhamos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, (Romanos 5:1)

por quem obtivemos também nosso acesso pela fé a esta graça (o amor de Deus), na qual estamos firmes, e gloriemo-nos na esperança da glória de Deus. (Romanos 5:2)

E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, (Romanos 5:3)

e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança; (Romanos 5:4)

e a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. (Romanos 5:5)

Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios (pecadores). (Romanos 5:6)

Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer. (Romanos 5:7)

Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. (Romanos 5:8)

Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. (Romanos 5:9)

Porque se nós, quando éramos inimigos (eramos pecadores), fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. (Romanos 5:10)

E não somente isso, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora temos recebido a reconciliação. (Romanos 5:11)

Portanto, assim como por um só homem (Adão e Eva) entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos pecaram. (Romanos 5:12)

Porque antes da lei já estava o pecado no mundo, mas onde não há lei o pecado não é levado em conta.  (Romanos 5:13)

No entanto a morte reinou desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão o qual é figura daquele que havia de vir. (Romanos 5:14)

Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, abundará sobre muitos. (Romanos 5:15)

Também não é assim o dom como a ofensa, que veio por um só que pecou; porque o juízo veio, na verdade, de uma só ofensa para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação. (Romanos 5:16)

Porque, se pela ofensa de um só (Adão), a morte veio a reinar por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. (Romanos 5:17)

Portanto, assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação e vida. (Romanos 5:18)

Porque, assim como pela desobediência de um só homem (Adão) muitos foram constituídos pecadores, assim também pela obediência de um, muitos serão constituídos justos. (Romanos 5:19)

Sobreveio, porém, a lei para que a ofensa abundasse (se multiplicasse); mas, onde o pecado abundou (se multiplicou), superabundou (multiplicou mais ainda) a graça (através da vida e morte, morte e ressurreição de Cristo); (Romanos 5:20)

para que, assim como o pecado veio a reinar na morte (pois o homem era eterno e se salário pelo pecado é a morte), assim também viesse a reinar a graça (que é o amor) pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor (sejamos justos). (Romanos 5:21)

Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que abunde (multiplique) a graça? (Romanos 6:1)

De modo nenhum. Nós, que já morremos para o pecado (que somos santos), como viveremos ainda nele (no pecado)? (Romanos 6:2)

Ou, porventura, ignorais que todos quantos fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte?  (Romanos 6:3)

Fomos, pois, sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. (Romanos 6:4)

Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição; (Romanos 6:5)

sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado. (Romanos 6:6)

Pois quem está morto está justificado do pecado. (Romanos 6:7)

Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos, (Romanos 6:8)

sabendo que, tendo Cristo ressurgido dentre os mortos, já não morre mais; a morte não mais tem domínio sobre ele. (Romanos 6:9)

Pois quanto a ter morrido, de uma vez por todas morreu para o pecado, mas quanto a viver, vive para Deus. (Romanos 6:10)

Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. (Romanos 6:11)

Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências; (Romanos 6:12)

nem tampouco apresenteis os vossos membros (seu corpo) ao pecado como instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como redivivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. (Romanos 6:13)

Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. (Romanos 6:14)

Ah.. então podemos pecar por estarmos na graça e não na lei? De modo nenhum. (Romanos 6:15)

Não sabeis que daquele a quem vos apresentais como servos para lhe obedecer, sois servos desse mesmo a quem obedeceis, seja do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? (Romanos 6:16)

Mas graças a Deus que, embora tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues; (Romanos 6:17)

e libertos do pecado, fostes feitos servos da justiça. (Romanos 6:18)

Falo como homem, por causa da fraqueza da vossa carne. Pois assim como apresentastes os vossos membros (seu corpo) como servos da impureza e da iniqüidade para iniqüidade, assim apresentai agora os vossos membros (seu corpo) como servos da justiça para santificação. (Romanos 6:19)

Porque, quando você era servo do pecado, estavas livre em relação à justiça. (Romanos 6:20)

E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? pois o fim delas é a morte. (Romanos 6:21)

Mas agora, que você está liberto do pecado, e foi feito servo de Deus, tende o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. (Romanos 6:22)

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor. ROMANOS 1 AO 6 (Romanos 6:23)

HOMOSSEXUALISMO - Peca igualmente, aquele que Pratica, aquele que Condena e aquele que Aprova tais coisas (Rm 1:32).

Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses. Marcos 12:31

E dele temos este mandamento, que quem ama a Deus ame também a seu irmão. I João 4:21

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. I Coríntios 13:01

O (EVANGELHO) AMOR DEVE SER INSTRUMENTO DE SALVAÇÃO E DEVE CONDUZIR O HOMEM AO ARREPENDIMENTO. NÃO AO ÓDIO, SEPARAÇÃO, DISCRIMINAÇÃO, ACUSAÇÃO, GUERRA E MORTE! 
.
ASSISTA: Pastor fala sobre o homossexualismo e importância dos homossexuais para a Igreja e para Cristo; Através de uma forte ministração, este Pastor leva sua Igreja à reflexão e revisão de seus conceitos atos de condenação contra homossexuais. Assista:
.

.
Por: sao163877
18/06/2015